Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ELEIÇÕES 2022

PSDB vê “cenário favorável” e prevê eleger 4 deputados à AL de MT

Folhamax

O presidente do diretório estadual do PSDB, deputado estadual Carlos Avalone, afirma que o partido tem a expectativa de superar 100 mil votos na disputa pela Assembleia Legislativa e eleger até quatro representantes no Parlamento estadual.

Avalone declarou que a nova legislação eleitoral que impede às coligações pelos partidos para a disputa proporcional favorece partidos como o PSDB.

“Muitos partidos pequenos e médios não conseguirão montar chapa. Por isso, muitos deputados e pretensos candidatos deverão buscar partidos já consolidados. O PSDB tem plenas condições de eleger até quatro deputados estaduais, pois a chapa será composta por vereadores com base muito forte no interior de Mato Grosso e ainda por presidentes de Câmaras Municipais”, pontuou.

Avalone ainda ressaltou que o PSDB tende a ser favorecido com a candidatura própria a Presidência da República do atual governador de São Paulo, João Dória.

“Esse projeto majoritário vai impulsionar nossos candidatos em Mato Grosso. O PSDB estará no centro do debate político”, concluiu.

Nas eleições de 2018, o PSDB elegeu dois deputados estaduais: Guilherme Maluf e Wilson Santos. O primeiro, no entanto, renunciou ao mandato para ser empossado conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) em 2019. Com isso, Avalone, então primeiro suplente, foi “efetivado” no parlamento estadual.

Leia Também:  Depoimento de Luciano Hang na CPI da Pandemia é marcado por interrupções

Pela nova legislação, os partidos deverão disputar as eleições proporcionais com chapa pura lançando 100% mais 1 do número de vagas disputadas respeitando ainda a cota de 30% destinada as mulheres. O coeficiente eleitoral, que é a quantia mínima de votos a ser alcançada para atingir um representante, é de 63 mil votos.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Sérgio Moro vem a MT no final do 1º semestre e nega mudança para União Brasil

Hipernotícias

O pré-candidato à presidência da República e ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro (Podemos), anunciou que virá a Mato Grosso até o final do primeiro semestre deste ano. Moro virá a MT para participar de agendas e dialogar com diversos setores.

Moro negou que exista algo de concreto na possível mudança para o União Brasil, partido formado com a fusão de DEM e PSL. Ele confirma que abriu conversas com outros partidos, mas defende sua permanência na legenda que se filou há dois meses. .

“Não tem nada de concreto nisso. Estou no Podemos. Tem um quadro excelente político no Podemos, com parlamentares muito bons. Álvaro Dias lá no Senado, que muito nos orgulha, e outros parlamentares. No Podemos estou muito bem acompanhado”, declarou à Rádio Difusora da cidade de Nortelândia (93.5 FM), na manhã desta quarta-feira (19).

A negociação entre Podemos e União Brasil foi noticiada pelo Jornal O GLobo no final da tarde de terça (18). À Rádio mato-grossense, Sérgio Moro explicou que, na verdade, está empenhado em ampliar o arco de aliança para fortalecer seu projeto político.

Leia Também:  AGU garante atuação conjunta da Anvisa com estados contra o Covid-19 em aeroportos

“Existem conversas com vários partidos, porque a gente precisa cumprir uma aliança em cima de um projeto. Não existe um projeto para si mesmo. Quem tem um projeto de único partido é o PT e não o Podemos. Então, a gente está construindo com dialogo essas alianças”, reforçou.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA