Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

SOCIAL

Primeira-dama de MT participa da entrega do 1º Prêmio Mato-grossense Tereza de Benguela

Virginia Mendes participou da entrega dos prêmios e honrarias a convite do presidente da ALMT, Max Russi

Da Redação RDM com Assessoria

Na noite de quinta-feira (18), aconteceu a entrega do 1º Prêmio Mato-grossense Tereza de Benguela no Teatro Zulmira Canavarros. O evento foi promovido pelo Coletivo Herdeiras do Quariterê e pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Foram homenageadas mulheres negras mato-grossenses de 22 áreas de atuação. Além disso, houve entrega de Moção de Aplausos e de uma honraria ancestral a homens e mulheres em celebração ao Dia da Consciência Negra.

O evento contou com a participação da primeira-dama do Estado, Virginia Mendes a convite do presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Max Russi. Ela participou da entrega dos prêmios e honrarias aos homenageados.

“Fico honrada em poder participar desse momento tão especial que homenageia e valoriza tantas mulheres guerreiras que lutam diariamente para ocuparem cada vez mais os lugares que merecem em nossa sociedade na luta pela igualdade racial. Gratidão ao meu amigo, deputado Max Russi e ao Coletivo Herdeiras do Quariterê pelo convite, estão todos de parabéns por promoverem a representatividade das mulheres negras em Mato Grosso”, enfatizou a primeira-dama, Virginia Mendes.

Tereza de Benguela

Assim como outras heroínas negras, Tereza de Benguela é um dos nomes esquecidos pela historiografia nacional, que nos últimos anos tem sido lembrado devido ao engajamento do movimento de mulheres negras e à pesquisa ou ao resgate de documentos até então não devidamente estudados, na busca de recontar a história nacional.

Tereza de Benguela foi uma heroína que viveu no século XVIII, era chamada de Rainha Tereza. O Quilombo do Quariterê (a atual fronteira entre Mato Grosso e Bolívia) foi o maior de Mato Grosso. Com a morte de José Piolho Tereza se tornou a líder do quilombo, e, sob sua liderança, a comunidade negra e indígena resistiu à escravidão por duas décadas. O dia 25 de julho é oficialmente no Brasil o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. A data comemorativa foi instituída pela Lei n° 12.987/2014.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Bolsonaro quer revogar decreto que criou estação ecológica no RJ
Propaganda

Política

Wellington Fagundes prevê “boom” no PL após filiação de Bolsonaro

Da Redação com Assessoria

Um dos principais articuladores da filiação do presidente Jair Bolsonaro ao PL, o senador Wellington Fagundes destacou a importância do presidente para a sigla.

“Provavelmente, mais de 20 deputados federais, 4 ou 5 senadores a mais, candidatos, deputados estaduais no Brasil inteiro, governadores… Todas essas importantes personalidades agora comporão um quadro político onde conseguiremos fortalecer, ainda mais, o Governo Bolsonaro”, afirmou o senador.

Além do presidente e do senador Flávio Bolsonaro, também se filiaram, na sede do PL em Brasília, os ministros Onyx Lorenzoni (Trabalho), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) – que deve disputar um cargo de senador por São Paulo ou Goiás -, e Rogério Marinho (Desenv. Regional). O deputado federal Eduardo Bolsonaro, deve se filiar em breve à sigla.

De Mato Grosso, filiaram-se coronel Fernanda e o deputado estadual Elizeu Nascimento. O deputado federal Nelson Barbudo garantiu a filiação assim que pegar a liberação da União Brasil.

O deputado Eduardo Bolsonaro agradeceu o Estado de Mato Grosso pela popularidade da família, comprovada em pesquisas de opinião. “A gente agradece o apoio de todo o povo do Centro-Oeste, em especial Mato Grosso. Onde o povo trabalha, onde o agro é pujante, o presidente circula bem. Então agradecemos o apoio de vocês”, finalizou o deputado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ex-prefeito de Diamantino e esposa morrem em acidente de moto em MS
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA