Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS

Avallone diz que Eduardo Leite é o favorito para vencer prévias do PSDB

Hipernotícias

O presidente estadual do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), deputado estadual Carlos Avallone, disse que o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), é o favorito para vencer as prévias do partido e ser o candidato da sigla à presidência do Brasil em 2022. As eleições ocorrerão no dia 21 de novembro e mais dois nomes estão na disputa.

Os filiados poderão votar pelo aplicativo “Prévias PSDB” e presencialmente, por meio das urnas eletrônicas, em Brasília. Para votar, o filiado tinha que ter realizado o cadastramento até segunda-feira (15).

Em entrevista ao programa ‘A Notícia de Frente’, da TV Vila Real, Avallone explica que Leite é o favorito para ser vencedor do pleito.

“É exatamente isso (Leite ser favorito para vencer as prévias). Nós teremos uma disputa interessante, mas ele deve ser o vencedor”, disse o parlamentar na manhã desta terça-feira (16).

Disputam com Leite o governador de São Paulo, João Doria, e o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio. O senador Tasso Jereissati desistiu de colocar o seu nome à disposição no fim do mês de setembro.

Leia Também:  Governo de MT já pactuou cerca de 90% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Avallone explicou que, só em Mato Grosso, existem mais de 45 mil filiados. Entretanto, apenas 500 estão aptos a votar. Dessa quantia, segundo o deputado, a maioria deverá votar a favor de leite.

“Nós temos 45 mil filiados no Estado, sendo 35 mil aptos ao voto e regulares no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Nós teremos uma disputa muito interessante, mas aqui, em Mato Grosso, o Eduardo Leite está em vantagem. Dos 100 vereadores, 80 se cadastraram. Os vice-prefeitos todos se cadastraram e apenas uma prefeita não havia conseguido ontem. Entretanto, dos filiados comuns apenas 500 estão aptos”, detalhou.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Wellington Fagundes prevê “boom” no PL após filiação de Bolsonaro

Da Redação com Assessoria

Um dos principais articuladores da filiação do presidente Jair Bolsonaro ao PL, o senador Wellington Fagundes destacou a importância do presidente para a sigla.

“Provavelmente, mais de 20 deputados federais, 4 ou 5 senadores a mais, candidatos, deputados estaduais no Brasil inteiro, governadores… Todas essas importantes personalidades agora comporão um quadro político onde conseguiremos fortalecer, ainda mais, o Governo Bolsonaro”, afirmou o senador.

Além do presidente e do senador Flávio Bolsonaro, também se filiaram, na sede do PL em Brasília, os ministros Onyx Lorenzoni (Trabalho), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) – que deve disputar um cargo de senador por São Paulo ou Goiás -, e Rogério Marinho (Desenv. Regional). O deputado federal Eduardo Bolsonaro, deve se filiar em breve à sigla.

De Mato Grosso, filiaram-se coronel Fernanda e o deputado estadual Elizeu Nascimento. O deputado federal Nelson Barbudo garantiu a filiação assim que pegar a liberação da União Brasil.

O deputado Eduardo Bolsonaro agradeceu o Estado de Mato Grosso pela popularidade da família, comprovada em pesquisas de opinião. “A gente agradece o apoio de todo o povo do Centro-Oeste, em especial Mato Grosso. Onde o povo trabalha, onde o agro é pujante, o presidente circula bem. Então agradecemos o apoio de vocês”, finalizou o deputado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Aprosoja Brasil critica restrição impostas pela União Europeia: ‘Protecionismo disfarçado de preservação’
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA