Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

CAPACITAÇÃO

Gefron capacita policiais de MT e outros dois estados para atuação na fronteira

Da Redação com Assessoria

O Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) capacitou cerca de 500 alunos da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, Polícia Militar de Mato Grosso do Sul e Polícia Civil de Rondônia, em 2021. Foram ministradas 1.805 horas/aulas de cursos e instruções, com destaque para o Estágio de Adaptação à Ambiente de Fronteira (EAFRON), realizado cinco vezes no ano passado.

Para o coordenador do Gefron, tenente-coronel PM Fábio Ricas, apesar da pandemia, o ano de 2021 superou as expectativas quanto à quantidade de cursos ministrados. “Somamos um número bastante expressivo, o que  mostra nosso preparo para atuar no combate aos diferentes crimes comuns na região de fronteira, além de demonstrar toda experiência adquirida e que está sendo vista como modelo para outras instituições e estados brasileiros”.

Entre os campos de conhecimento compartilhados pelo Gefron estão: o 4º Curso de Policiamento de Fronteira (CPFron), o 2º Curso de Patrulha de Interdição de Fronteira, as instruções de tiro de combate, de patrulhamento rural e abordagem policial e uma palestra ministrada para a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul.

Nas cinco edições do EAFRON, que somaram 480 horas/aulas, houve a participação de policiais militares dos Comandos Regionais de Vila Rica e Peixoto de Azevedo, que durante treinamento de adaptação, tiveram a oportunidade de conhecer a rotina operacional de policiamento de fronteira. Nesse treinamento, o Gefron realizou o 1º Curso de Operações Táticas a policiais civis do Estado de Rondônia, que passaram pelo estágio de 96 horas/aulas. 

Além disso, um grupo de policiais do Batalhão de Policiamento Militar de Proteção Ambiental também passou pela formação durante o 4º Curso de Policiamento Ambiental. Em 2021, os novos operadores que passaram a compor a tropa do Gefron participaram de 754 horas/aulas no 4º Curso de Policiamento de Fronteira (CPFRON). Os policiais também participaram do 2° Curso de Patrulha de Interdição de Fronteira (CPIFRON), que orientou sobre o enfrentamento ao tráfico de drogas na modalidade a pé. 

Treinamento contínuo

Como parte do ciclo permanente de aperfeiçoamento de conhecimento, os operadores do Gefron aprimoraram suas experiências de policiamento de fronteira durante 192 horas/aulas, em cinco edições da Instruções de Nivelamento e Aperfeiçoamento do Conhecimento (Inac). Este módulo é realizado todos os anos, a fim de aperfeiçoar os serviços de combate aos crimes comuns na região de fronteira com a Bolívia. 

Outros cursos

O Gefron ainda ministrou os seguintes cursos:  Instrução de tiro de combate em ambiente rural, durante o 6º Curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais do Corpo de Bombeiros Militar; Instrução de patrulhamento rural no 8º Curso de Operações da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam); Instrução de abordagem policial ao Batalhão da PM de Sinop e palestra ministrada à PM de Mato Grosso do Sul. 

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Rotam prende homem com caminhão furtado na Capital
Propaganda

Polícia

Polícia Civil prende casal que distribuía drogas em bairros de Rondonópolis

Da Redação com Assessoria PJC

Um casal envolvido com a distribuição de entorpecentes em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) foi preso em flagrante pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (24.01), durante trabalho investigativo da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de combate ao tráfico de drogas no município.A ação resultou na apreensão de drogas, apetrechos relacionados ao tráfico e de um veículo utilizado na distribuição de entorpecentes. O suspeito, de 36 anos, e a sua esposa, de 24, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Nas investigações relacionadas ao comércio de entorpecentes em Rondonópolis, os policiais da Derf identificaram uma liderança de uma facção criminosa, que atuava na distribuição de drogas na região dos bairros Pedra 90, Vila Olinda, Parque Universitário, Jardim das Paineiras, Jardim Oásis, Tancredo Neves, Jardim Rui Barbosa e alguns bairros da Vila Salmen.

O suspeito seria o responsável pelos explosivos e detonadores apreendidos pela Polícia Militar em uma casa no Pedra 90, em ação realizada no dia 03 de janeiro. Segundo as informações, o material seria utilizado para fuga de presos no Presídio da Mata Grande.

Leia Também:  Operação 'Circuito Fechado' prende quatro pessoas por "gatos" na rede elétrica em MT

Diante das informações e diligências na região, os policiais fizeram um relatório de investigação para solicitação de mandado de busca e apreensão na residência, que foi expedido pela 5ª Vara Criminal de Rondonópolis.

Os policiais continuavam monitorando o suspeito com o objetivo de aguardar o melhor momento para cumprimento do mandado. No sábado (22), os policiais flagraram o momento que o investigado pegou a Rodovia, recebendo informações de que ele iria para Campo Grande (MS) para buscar drogas para trazer para Rondonópolis.

O veículo que o suspeito acompanhava foi apreendido na cidade de Amambai (MS) no domingo (23) pela Polícia de Mato Grosso do Sul com aproximadamente 600 quilos de maconha e haxixe, fazendo com que o investigado retornasse para Rondonópolis, sem o entorpecente.

Diante dos fatos, os policiais decidiram dar cumprimento ao mandado de busca e apreensão nesta segunda-feira (24). Ao perceber a presença dos policiais, o suspeito tentou empreender fuga para os fundos da casa, mas foi surpreendido pelo cerco policial, porém conseguindo quebrar o aparelho celular, como mandam as regras da facção.

Leia Também:  PM impede furto à concessionária de veículos e prende quadrilha em flagrante na capital

Em buscas na residência, foram apreendidos porções de maconha, balança de precisão, e faca com resquícios de drogas, além de anotações de grandes quantidades de drogas e dinheiro que ele movimenta na região, documentos e cartões. Durante os trabalhos, foi verificado que a esposa do suspeito também participava da contabilidade e organização da distribuição da droga.

O veículo Renault Sandeiro do suspeito, utilizado na distribuição de drogas, também foi apreendido, sendo encontrado em seu interior os comprovantes de pedágios da viagem que foi feita para buscar entorpecentes.

Diante das evidências, o casal foi conduzido à Derf Rondonópolis, onde após ser interrogado, foi lavrado o flagrante por crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA