Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

TRÂNSITO

Rondonópolis volta a registrar índice elevado de acidentes no perímetro urbano

WebTV Rondonópolis

A alta taxa de acidentes ocorrido no perímetro urbano de Rondonópolis, é sequência de imprudência e desrespeito à leis de trânsito.

Avançar sinal, não respeita placas e faixas, velocidades abusivas e embriaguez são 90% do ocasionou os últimos acidentes na cidade, uns com danos materiais fraturas e lamentavelmente morte.

Só nesse feriado de finados pelo menos três acidentes foram notícias nas redes sociais, já na sexta-feira um onde 2 motos e um veículo se envolveu, onde uma morte ficou confirmada, esse em um cruzamento.

O secretário municipal de trânsito Lindomar Alves noticiou em um grupo ter ido na capital onde possivelmente articulou a volta de um pátio de apreensão veicular a volta das fiscalização na rua (blitz) e o retorno das lombada eletrônica, o que em seu pensar irá amenizar o impacto causado pelo trânsito.

Uma campanha de conscientização sobre o trânsito não foi citada na fala do secretário, porém necessária.

Lembrando que Rondonópolis tem mais de 240 mil habitantes sua frota de veículos e grande principalmente de motos.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governador lança edital para a 1ª ferrovia estadual que vai ligar Rondonópolis a Cuiabá e Rondonópolis a Nova Mutum e Lucas do Rio Verde
Propaganda

Municipios

Poder Executivo de Barra do Garças apresenta balanço da gestão municipal

Ari Miranda Da Redação RDM

O prefeito de Barra do Garças, Adilson Gonçalves de Macedo (PSD), apresentou nesta quinta (2/12) a prestação pública de contas e o levantamento financeiro do município. A reunião contou com a participação de secretários, vereadores, cidadãos e o vice-prefeito, professor Sivirino dos Santos.

Dr. Adilson destacou que, ao assumir a gestão, em janeiro deste ano, Barra do Garças contava com uma dívida de mais de R$ 93 milhões, acumulada entre os anos de 2003 e 2020. O montante é decorrente de financiamentos, INSS, dívidas diversas com fornecedores, prestadores de serviço, multas ambientais e rescisões de contratos, além de maquinários sucateados e prédios públicos recém-reformados, porém em péssimo estado de conservação, ressaltando que, devido à alta quantia de dívidas, o município teve de entrar com uma liminar na Justiça para não perder convênios.

“Enfrentamos muitas dificuldades no início em razão da situação financeira que estava a prefeitura. Tivemos sérios problemas para conseguir certidões e também com dívidas que foram aparecendo ao longo do período. Passados 12 meses da gestão, estamos com grande parte das dividas pagas. Ainda não colocamos a casa totalmente em ordem, mas estamos com a prefeitura ‘nos trilhos’, e agora é possível planejar o futuro da nossa cidade”, explicou Dr. Adilson, destacando que desde janeiro, a Prefeitura já pagou R$ 7.934.530,42 do parcelamento das dívidas.

Leia Também:  Estudo relaciona mortandade de peixes a operações de hidrelétricas

Questionado sobre as dívidas e os problemas ‘herdados’ de outras gestões, Dr. Adilson não criticou ou culpou os gestores anteriores , enfatizando que este não foi e nem é seu propósito enquanto gestor.

“Não gosto de fazer comentários pejorativos sobre nenhum dos prefeitos que por aqui passaram, nem mesmo comparações esdrúxulas entre. Não adianta nada ficarmos reclamando das gestões passadas, precisamos arregaçar as mangas e resolver o problema. E esta é a nossa missão: trazer a solução e dar uma resposta à altura para a sociedade barra-garcense”, asseverou.

O vice prefeito, professor Sivirino dos Santos (PSD) , afirmou a importância da prestação de contas , enfatizando que o momento não é de desunião, mas de união de toda a população de Barra do Garças.

“A decisão do prefeito de fazer essa prestação anual de contas foi muito acertada, pois a gente ouve algumas afirmações que nos entristecem. Por isso, é de fato importante que a população saiba o que está acontecendo na administração, mostrar a realidade e evitar boatos. Barra do Garças precisa se reencontrar e voltar a pontuar nos rankings positivos do nosso estado, e assim voltar a ser uma das potências de Mato Grosso”, concluiu.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA