Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

COMBATE À COVID-19

Rondonópolis é o município que mais vacinou em Mato Grosso

Regional MT – Da Redação

A Prefeitura de Rondonópolis (218 Km de Cuiabá) subiu ao podium para ocupar o primeiro lugar nesta sexta-feira (8) entre os municípios mato-grossenses com população superior a 60 mil habitantes que mais vacinaram contra Influenza e Covid-19 até 31 de setembro. Os dados são do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) e a premiação foi instituída pelo Programa Imuniza Mais MT, lançado em 21 de julho pelo Governo do Estado de Mato Grosso com a intenção de estimular a vacinação buscando aumentar o índice de proteção dos cidadãos contra doenças cujos imunobiológicos estão disponíveis e, assim, atingir as metas definidas pelo Ministério da Saúde.

De acordo com os critérios estabelecidos pelo programa, receberiam um ponto os municípios que tivessem entre 80% e 85% da população imunizada contra o vírus influenza, três pontos os que conseguissem vacinar de 85% a 90% e cinco pontos aqueles com 90% a 95% dos habitantes vacinados.

Também foram adotadas regras para a pontuação sobre a vacinação de Covid-19 levando em consideração as primeira e segunda doses contra o coronavírus distribuídas até 21 de setembro pelo Ministério da Saúde e aplicadas até o último dia do mês passado. O cálculo, feito a partir da quantidade de imunizantes recebidos pela população em relação às unidades ofertadas ao município, atribuiu dois pontos para os que conseguissem vacinar entre 90% e 95% do público e cinco pontos para aqueles que abarcaram de 95% a 100% dos munícipes que tinham o perfil adequado para receberem a medicação.

Leia Também:  Parceria garante manutenção de 87 respiradores mecânicos da rede pública de Cuiabá e Várzea Grande

Seguido por Lucas do Rio Verde e Primavera do Leste que ocuparam, respectivamente, o segundo e o terceiro lugar no grupo daqueles acima de 60 mil habitantes, Rondonópolis aplicou 264 mil doses de vacinas contra o coronavírus das 290.421 unidades entregues ao município, chegando à marca de 90,90%, totalizando dois pontos. Em relação à Influenza, o município rondonopolitano alcançou 93,97% de cobertura vacinal, com cinco pontos. Ao todo, a cidade somou sete pontos. Com esse resultado, levantou o troféu do Imuniza Mais MT, passando a ser referência para os outros municípios mato-grossenses no quesito acesso a saúde para o cidadão.

Apesar de Lucas do Rio Verde ter empatado com Rondonópolis, com 91,33% de cobertura contra Covid-19 (dois pontos) e 93,29% contra a gripe H1N1 (cinco pontos), ficou atrás na classificação do desempate. Primavera obteve 103,53% na proteção contra o coronavírus (cinco pontos) e 81,02% contra Influenza (um ponto), reunindo seis pontos.

Além de conquistar a vitória correspondendo às exigências da avaliação, Rondonópolis também fez o dever de casa nos parâmetros estipulados para desempate que são maior homogeneidade de cobertura contra Influenza e melhor desempenho nos grupos prioritários de Covid-19, quais sejam gestantes, pessoas com comorbidades e indivíduos acima de 60 anos. Nesses quesitos a cidade fechou a pontuação com 100% ao passo que Lucas obteve 89,20%. Com esse desempenho, o município rondonopolitano será contemplado pelo Governo de Mato Grosso com um montante de R$300 mil que deve ser investido em ações e serviços dedicados à vacinação. A transferência do incentivo financeiro será feita em parcela única.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Municipios

Prefeitura de Diamantino assume gestão do Hospital São João Batista

Mato Grosso Mais – Da redação

 

O Prefeito de Diamantino, Manoel Loureiro Neto, agiu rápido como se espera de um bom gestor e encaminhou Projeto de Lei 09/2021, que autoriza a encampação do Hospital e Maternidade São João Batista pela Prefeitura Municipal de Diamantino – MT.

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), presidida pelo vereador Diocélio Antunes Pruciano (PDT) sob relatoria da vereadora Michele Carrasco (DEM) produziu o Relatório 002/2021, que indica a necessidade urgente de intervenção na gestão do referido Hospital bem como apurações de apontamentos que serão encaminhados aos Órgãos competentes para possível oferecimento de Denúncia pelo MP e Órgãos correlatos.

Tanto a Prefeitura Municipal quanto a Câmara Municipal de Diamantino, agiram com responsabilidade e encontraram um caminho menos penoso para o povo, que clama pelos atendimentos da saúde pública. Um dos reflexos positivos é que com a encampação, profissionais médicos e auxiliares que haviam deixado o Hospital, agora tendem a retornar com os atendimentos na unidade.

“Estamos vibrantes e alegres, estávamos extremamente prejudicados por um atendimento precário e agora teremos nosso hospital atendendo com qualidade, uma das atividades mais prejudicadas foi a Pediatria, esperamos que tudo se normalize e se tiver culpados que sejam apuradas possíveis irregularidades” disse um importante empresário local.

Leia Também:  Concessões de parques poderão durar até 30 anos, diz Ricardo Salles

“Graças a Deus e ao esforço de nossos vereadores e a rapidez do Prefeito em agir, teremos de volta às atividades completas do hospital, estávamos muito inseguros principalmente quanto a Ala da pediatria, glória a Deus” afirmou uma mãe e empresária do ramo de Construções de Diamantino.

Para a vereadora Michelle Carrasco, relatora da CPI, a encampação do Hospital pelo Município devolve aos cidadãos diamantinenses a possibilidade de um atendimento mais completo e ainda mais acessível pelos mais necessitados através do SUS .

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA