Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

TEMPO

Previsão aponta chuvas na Baixada Cuiabana e região Sul de MT neste feriado

Jéssica Bachega – Gazeta Digital

A semana em MT começou com alerta de tempestades para 21 cidades de Mato Grosso. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) aponta para pancadas de chuva em todo o estado, contudo há chances de temporais nas cidades da região Sul. Apesar da precipitação, o calor segue firme em todos os municípios.

Nesta terça-feira (12) os termômetros marcam de 26°C a 36°C. A quarta-feira (13) tem mínima de 27°C e máxima de 38°C. Quinta e sexta-feira serão os dias mais quentes, com máxima batendo os 39°C. As mínimas nos dois dias giram em torno de 25°C e 27°C. A previsão aponta para chuvisco e chuva isolada todos os dias.

Em Chapada dos Guimarães (67 km) a semana seguira com temperaturas semelhantes as da Capital. As mínimas vão de 22°C a 25°C. As máximas ficam entre 36°C e 38°C. Deve garoar na cidade todos os dias.

A previsão do Inmet para Cáceres (225 km a Oeste) é de mínimas entre 24°C e 28°C. As máximas flutuam de 38°C a 42°C. A previsão é de pancadas de chuva durante toda a semana.

Leia Também:  Câmara cria comissão especial para analisar reforma tributária

Em Sinop (500 km ao Norte) também deve chover nos próximos dias e a semana segue com céu encoberto. As mínimas vão de 24°C a 26°C. Já as máximas variam de 36°C a 38°C.

A semana será com muitas nuvens carregadas em pancadas de chuva em Rondonópolis (215 km ao Sul). A temperatura mínima vai de 23°C a 26°C. Já as máximas ficam entre 36°C e 38°C.

 

Confira cidades sob alerta de temporais:

Alto Araguaia

Alto Garças

Alto Taquari

Araguainha

Barão de Melgaço

Barra do Garças

Cáceres

General Carneiro

Guiratinga

Itiquira

Pedra Preta

Poconé

Pontal do Araguaia

Ponte Branca

Poxoréu

Ribeirãozinho

Rondonópolis

Santo Antônio do Leverger

São José do Povo

Tesouro

Torixoréu

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Municipios

Prefeitura de Diamantino assume gestão do Hospital São João Batista

Mato Grosso Mais – Da redação

 

O Prefeito de Diamantino, Manoel Loureiro Neto, agiu rápido como se espera de um bom gestor e encaminhou Projeto de Lei 09/2021, que autoriza a encampação do Hospital e Maternidade São João Batista pela Prefeitura Municipal de Diamantino – MT.

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), presidida pelo vereador Diocélio Antunes Pruciano (PDT) sob relatoria da vereadora Michele Carrasco (DEM) produziu o Relatório 002/2021, que indica a necessidade urgente de intervenção na gestão do referido Hospital bem como apurações de apontamentos que serão encaminhados aos Órgãos competentes para possível oferecimento de Denúncia pelo MP e Órgãos correlatos.

Tanto a Prefeitura Municipal quanto a Câmara Municipal de Diamantino, agiram com responsabilidade e encontraram um caminho menos penoso para o povo, que clama pelos atendimentos da saúde pública. Um dos reflexos positivos é que com a encampação, profissionais médicos e auxiliares que haviam deixado o Hospital, agora tendem a retornar com os atendimentos na unidade.

“Estamos vibrantes e alegres, estávamos extremamente prejudicados por um atendimento precário e agora teremos nosso hospital atendendo com qualidade, uma das atividades mais prejudicadas foi a Pediatria, esperamos que tudo se normalize e se tiver culpados que sejam apuradas possíveis irregularidades” disse um importante empresário local.

Leia Também:  Proposta determina identificar e acompanhar grupos de risco de Covid-19

“Graças a Deus e ao esforço de nossos vereadores e a rapidez do Prefeito em agir, teremos de volta às atividades completas do hospital, estávamos muito inseguros principalmente quanto a Ala da pediatria, glória a Deus” afirmou uma mãe e empresária do ramo de Construções de Diamantino.

Para a vereadora Michelle Carrasco, relatora da CPI, a encampação do Hospital pelo Município devolve aos cidadãos diamantinenses a possibilidade de um atendimento mais completo e ainda mais acessível pelos mais necessitados através do SUS .

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA