Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ASSOCIAÇÃO

Presidente da AMM lamenta a morte de ex-governador Edison Freitas

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, lamenta a morte do ex-governador de Mato Grosso, Edison Freitas de Oliveira, que estava internado no Hospital São Mateus há duas semanas, e em razão de um quadro de anemia, morreu nesta terça-feira, 13 de julho, em Cuiabá. “Nossa solidariedade á família neste momento de luto e de dor. Ele deixou um grande legado de serviços prestados na área da saúde e na política do Estado”, salientou Fraga.

Edson Freitas era médico, ele foi eleito vice-governador de Mato Grosso, pelo na chapa encabeçada por Carlos Bezerra, ambos do MDB.  Em abril de 1990, ele assumiu o comando do executivo estadual, devido a renúncia de Bezerra  para se candidatar ao Senado. Antes, Freitas foi presidente estadual do MDB e prefeito do município de Jales, em São Paulo.

Edison Freitas tinha 91 anos nasceu em Aparecida do Taboado-MS, então em Mato Grosso, no dia 27 de abril de 1930. Formou-se em medicina na Universidade do Brasil, atual Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 1957.

Leia Também:  Proposta vincula repasses federais ao pagamento de professores com dinheiro do Fundef

A família fez uma corrente pedindo doações de sangue para o ex-governador durante a sua internação em Cuiabá. Ele deixa a mulher, Maria Cândida, três filhos, Ajax, Rondon, Jussara e netos.

Fonte: AMM

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Municipios

Covid-19: média de mortes no país atinge menor nível desde fevereiro

O número de mortes diárias por covid-19 no país, segundo a média móvel de sete dias, divulgada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, chegou ontem (20) a 1.192. Esse é o menor patamar desde 27 de fevereiro, quando houve uma média de 1.178 óbitos.

De acordo com os dados da Fiocruz, as mortes também registraram quedas de 23,5% em relação a duas semanas antes e de 42,2% na comparação com um mês atrás.

A média de ontem está abaixo da metade do pico da pandemia anotado em 12 de abril deste ano, quando os óbitos diários atingiram 3.124. Apesar disso, ainda se encontra acima do número mais alto observado em 2020 (1.097 em 25 de julho daquele ano).

Casos

O número de casos, também segundo a média móvel de sete dias, chegou a 38.206 ontem, o menor nível desde 6 de janeiro (36.376). Foram observados recuos de 21,7% em relação a 14 dias antes e 48,1% na comparação com um mês atrás.

Leia Também:  Concessionárias de serviços essenciais vão poder divulgar campanhas sobre saúde e prevenção em faturas

A média móvel de sete dias é calculada pela Fiocruz através da soma dos registros do dia em questão com os seis dias anteriores e da divisão do resultado por sete.

Fonte: AMM

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA