Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

MOBILIZAÇÃO

CNM realiza Mobilização Municipalista em Brasília; inscrições estão abertas

Da Redação com Assessoria AMM

Nos dias 14 e 15 de dezembro, o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, e os presidentes das entidades estaduais reunirão gestores municipais de todo país em Brasília, para mais uma Mobilização Municipalista. As inscrições para o evento, que pode ser o último do ano, já estão disponíveis.

“Todas as nossas grandes conquistas vieram a partir da articulação e mobilização do movimento. Brasília funciona na base de pressão”, lembra Ziulkoski ao afirmar ser fundamental reunir milhares de municipalistas para garantir novas conquistas ainda este ano. “Cada vez que nos reunimos em Brasília, avançamos em alguma coisa. É preciso compreender que as vitórias não vêm de uma vez. Elas são resultados de muito trabalho, de esforço, de união”, reforçou o líder municipalista.

Ziulkoski convoca os presidentes das entidades estaduais e microrregionais a mobilizarem os prefeitos de suas regiões para que a capital do poder veja, mais uma vez, a força do municipalismo brasileiro. Também orienta que os gestores promovam inscrição o mais rápido possível para que as ações e a programação sejam definidas, lembrando que o acesso ao Congresso Nacional só é permitido com a apresentação do cartão de vacinação, por conta dos protocolos sanitários para enfrentamento da Covid-19.

Leia Também:  Projeto prevê substituição da Lei de Segurança Nacional

A mobilização é fundamental para que o Congresso Nacional conclua a votação de matérias determinantes para as prefeituras, como: a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 23/2021 (parcelamento dos débitos previdenciários), a PEC 122/2015 (encargo vinculado ao repasse), a PEC 13/2021 (mínimo da educação em 2020), o Projeto de Lei (PL) 3339/2021 (regulamentação do Fundeb), o PDL 290/2019 (Organizações Sociais fora do limite de pessoal), entre outras.

Conheça a pauta do movimento municipalista na Câmara e Senado.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Municipios

Poder Executivo de Barra do Garças apresenta balanço da gestão municipal

Ari Miranda Da Redação RDM

O prefeito de Barra do Garças, Adilson Gonçalves de Macedo (PSD), apresentou nesta quinta (2/12) a prestação pública de contas e o levantamento financeiro do município. A reunião contou com a participação de secretários, vereadores, cidadãos e o vice-prefeito, professor Sivirino dos Santos.

Dr. Adilson destacou que, ao assumir a gestão, em janeiro deste ano, Barra do Garças contava com uma dívida de mais de R$ 93 milhões, acumulada entre os anos de 2003 e 2020. O montante é decorrente de financiamentos, INSS, dívidas diversas com fornecedores, prestadores de serviço, multas ambientais e rescisões de contratos, além de maquinários sucateados e prédios públicos recém-reformados, porém em péssimo estado de conservação, ressaltando que, devido à alta quantia de dívidas, o município teve de entrar com uma liminar na Justiça para não perder convênios.

“Enfrentamos muitas dificuldades no início em razão da situação financeira que estava a prefeitura. Tivemos sérios problemas para conseguir certidões e também com dívidas que foram aparecendo ao longo do período. Passados 12 meses da gestão, estamos com grande parte das dividas pagas. Ainda não colocamos a casa totalmente em ordem, mas estamos com a prefeitura ‘nos trilhos’, e agora é possível planejar o futuro da nossa cidade”, explicou Dr. Adilson, destacando que desde janeiro, a Prefeitura já pagou R$ 7.934.530,42 do parcelamento das dívidas.

Leia Também:  Presidente diz que governo federal não vai criar novos impostos

Questionado sobre as dívidas e os problemas ‘herdados’ de outras gestões, Dr. Adilson não criticou ou culpou os gestores anteriores , enfatizando que este não foi e nem é seu propósito enquanto gestor.

“Não gosto de fazer comentários pejorativos sobre nenhum dos prefeitos que por aqui passaram, nem mesmo comparações esdrúxulas entre. Não adianta nada ficarmos reclamando das gestões passadas, precisamos arregaçar as mangas e resolver o problema. E esta é a nossa missão: trazer a solução e dar uma resposta à altura para a sociedade barra-garcense”, asseverou.

O vice prefeito, professor Sivirino dos Santos (PSD) , afirmou a importância da prestação de contas , enfatizando que o momento não é de desunião, mas de união de toda a população de Barra do Garças.

“A decisão do prefeito de fazer essa prestação anual de contas foi muito acertada, pois a gente ouve algumas afirmações que nos entristecem. Por isso, é de fato importante que a população saiba o que está acontecendo na administração, mostrar a realidade e evitar boatos. Barra do Garças precisa se reencontrar e voltar a pontuar nos rankings positivos do nosso estado, e assim voltar a ser uma das potências de Mato Grosso”, concluiu.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA