Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

243 ANOS DE HISTÓRIA

Cáceres, berço de cultura, é considerada um ‘museu a céu aberto’

Destaque no turismo nacional com a pesca esportiva consolidada, o município também é reconhecido pelo turismo contemplativo pela sua exuberância às margens do rio Paraguai.

Da Redação RDM

A cidade comemora 243 anos nesta quarta-feira (06). Com a presença de um conjunto arquitetônico além dos casarões do município cacerense, o município traz em suas construções diferentes estilos. Pelas ruas são perceptíveis os estilos neoclássicos, eclético e arte Decó. Ainda é visível as diferentes nacionalidades, uma herança do início da fundação que atraiu italianos, construtores portugueses e árabes, dentre outros povos.

Conhecer Cáceres é mergulhar na história de Mato Grosso e na história brasileira. O primeiro nome da cidade foi Villa Maria do Paraguay, em homenagem a D. Maria I, de Portugal, posteriormente passou a se chamar São Luiz de Cáceres até chegar ao nome que persiste até os dias de hoje.

Catedral São Luiz de Cáceres – Construída em 1910, inspirada na Catedral de Notre Dame.

De acordo com os arquivos históricos, a posição estratégica de Cáceres, na época rota da então capital de Mato Grosso, Vila Bela da Santíssima Trindade, foi fundamental para a criação do município. A cidade já foi uma das mais prósperas e importantes de todo o centro-oeste brasileiro. Outro interesse que a região despertou e levou a demarcação do território nacional, é que os espanhóis estavam de olho nas terras brasileiras.

Toda riqueza cultural de Cáceres foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 2010, para que seja preservado e restaurado.

Quem visita a cidade e aprecia arte e cultura, percebe que a cidade é o testemunho personificado e vivo do intercâmbio entre os processos naturais e sociais, em que o rio Paraguai se destaca como um ele interagindo a fauna e a flora com a paisagem urbana.

Cáceres é destaque no turismo nacional com a pesca esportiva consolidada, mas também é reconhecido pelo turismo contemplativo pela sua exuberância às margens do rio Paraguai.

O Grupo RDM – Portal de Notícias, nesta data tão especial, comemora com a população os 243 anos do município.

Parabéns Cáceres!

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ambulâncias vão reforçar combate ao coronavírus no interior do Estado
Propaganda

Municipios

Prefeitura de Diamantino assume gestão do Hospital São João Batista

Mato Grosso Mais – Da redação

 

O Prefeito de Diamantino, Manoel Loureiro Neto, agiu rápido como se espera de um bom gestor e encaminhou Projeto de Lei 09/2021, que autoriza a encampação do Hospital e Maternidade São João Batista pela Prefeitura Municipal de Diamantino – MT.

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), presidida pelo vereador Diocélio Antunes Pruciano (PDT) sob relatoria da vereadora Michele Carrasco (DEM) produziu o Relatório 002/2021, que indica a necessidade urgente de intervenção na gestão do referido Hospital bem como apurações de apontamentos que serão encaminhados aos Órgãos competentes para possível oferecimento de Denúncia pelo MP e Órgãos correlatos.

Tanto a Prefeitura Municipal quanto a Câmara Municipal de Diamantino, agiram com responsabilidade e encontraram um caminho menos penoso para o povo, que clama pelos atendimentos da saúde pública. Um dos reflexos positivos é que com a encampação, profissionais médicos e auxiliares que haviam deixado o Hospital, agora tendem a retornar com os atendimentos na unidade.

“Estamos vibrantes e alegres, estávamos extremamente prejudicados por um atendimento precário e agora teremos nosso hospital atendendo com qualidade, uma das atividades mais prejudicadas foi a Pediatria, esperamos que tudo se normalize e se tiver culpados que sejam apuradas possíveis irregularidades” disse um importante empresário local.

Leia Também:  Preço dos combustíveis faz 62,5% dos brasileiros diminuírem uso de veículos

“Graças a Deus e ao esforço de nossos vereadores e a rapidez do Prefeito em agir, teremos de volta às atividades completas do hospital, estávamos muito inseguros principalmente quanto a Ala da pediatria, glória a Deus” afirmou uma mãe e empresária do ramo de Construções de Diamantino.

Para a vereadora Michelle Carrasco, relatora da CPI, a encampação do Hospital pelo Município devolve aos cidadãos diamantinenses a possibilidade de um atendimento mais completo e ainda mais acessível pelos mais necessitados através do SUS .

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA