Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

PROJETO

Dr. Luiz Fernando propõe PL que institui o Dia de Combate à Violência Contra a Mulher

O vereador Dr. Luiz Fernando (Republicanos), propôs um projeto de lei que institui o Dia de Combate à Violência Contra a Mulher, em Cuiabá.
De acordo com a proposta, a data passa a ser comemorada anualmente no dia 25 de novembro e deve constar no Calendário Oficial de Eventos do Município.
Em 2019, 76 mulheres foram assassinadas em Mato Grosso, oito a mais que no ano anterior, segundo dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). Segundo o vereador, esses números são altos e evidenciam um problema grave que precisamos enfrentar: o da violência social, doméstica e familiar contra a mulher.
 
“Esses homens não aceitam a independência da mulher, não aceitam a liberdade delas, o fim de um relacionamento e mortes como a da jovem de 18 anos, Laiany Almeida, assassinada pelo ex-companheiro em Peixoto de Azevedo, em fevereiro deste ano”, diz trecho do projeto.
Ainda de acordo com a matéria, no Brasil, 61% dos óbitos foram de mulheres negras, as maiores vítimas em quase todas as regiões do país.
 
“Se associarmos estes dados a outros, como por exemplo, a cada dois segundos uma mulher é estuprada no Brasil o lar é onde ocorre o maior número de morte, cujo o agressor é o pai, padrasto, companheiro, ou um ex-companheiro, ou seja, alguém próximo da vítima”, diz trecho da propositura.
 
A Lei Maria da Penha, que entrou em vigor em 2006, possui o objetivo de diminuir a violência contra a mulher, “mas não conseguiu atingir um impacto significativo no número de mortes por esse tipo de agressão, provavelmente pelo fato da Lei não estar sendo aplicada em sua efetividade, pois não possui garantias como abrigos, mais delegacias especializadas para mulheres, profissionais especializados e etc”.
Segundo o vereador, é inquestionável que a existência da Lei foi um grande avanço, no entanto, se faz necessário que a mesma seja cumprida e que exista maior destinação de verba para ajudar nas campanhas e combate a violência contra a mulher de maneira geral.
Ele destaca que o Projeto de Lei busca conscientizar a população cuiabana da necessidade de combater a prática da violência contra a mulher, possuindo como objetivos informar acerca do tema, combater a qualquer tipo de violência, seja física ou psicológica, à discriminação, auxiliar na melhoria da qualidade de vida das mulheres, estando em harmonia com o Dia Mundial do Combate a Violência contra a Mulher, também celebrado anualmente no dia 25 de novembro.

Rayane Alves/Ascom Vereador Dr. Luiz Fernando

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PEC Emergencial ameaça SUS e Fundeb, diz senador
Propaganda

Legislativo

Congresso se ilumina de verde e vermelho pelo Dia de Conscientização das Amiloidoses

O prédio do Congresso Nacional fica iluminado nas cores verde e vermelho nesta quarta-feira (16) em alusão ao Dia de Conscientização das Amiloidoses. As doenças, consideradas raras, estão relacionadas ao acúmulo de proteínas não funcionais em órgãos e tecidos do corpo.

O tema da campanha neste ano é “Dê voz à nossa luta, seu apoio é nossa força!”. A iluminação faz alusão às cores das bandeiras do Brasil e de Portugal – os dois países com maior incidência das doenças.

PAF
A doença mais comum do grupo é a polineuropatia amiloidótica familiar (PAF). Estima-se que a enfermidade atinja 1 a cada 100 mil habitantes no Brasil. É hereditária, degenerativa e não tem cura.

O diagnóstico precoce é de fundamental importância, pois os tratamentos não curam as lesões preexistentes. Por ser uma doença multissistêmica, isto é, que atinge vários órgãos e sistemas, o acompanhamento e tratamento dos sintomas requer uma equipe multidisciplinar.

Da Redação – ND
Com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara dos Deputados

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Desempregados podem contribuir com a aposentadoria do INSS?
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA