Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

DESENVOLVIMENTO

Após publicação da LOA, Nininho destaca as conquistas de MT

Para o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, a Lei Orçamentária Anual de 2022 ( Lei nº 11.666), publicada nesta terça-feira (11.01), com um orçamento de R$ 26,585 bilhões, é resultado de três anos de muito trabalho do Governo do Estado e equipe que se debruçaram em prol do desenvolvimento do estado. Nininho também destacou o trabalho firme dos parlamentares por meio da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT), que têm atuado com firmeza em prol de ações que refletem no cotidiano do cidadão.

“Nosso estado tem nota A em Capacidade de Pagamento, foi implantado um pacote de redução de impostos expressivo com isso o Estado lançou mão de pouco mais de R$ 1 bilhão. Se com um orçamento menor as ações estão acontecendo, com esse incremento vamos conquistar muito mais para o nosso povo. Temos visto o quanto os municípios estão se tornando independentes com relação à infraestrutura e investimentos nas áreas da saúdem educação, segurança pública, dentre outras. É preciso reconhecer que Mato Grosso é exemplo para tantos outros estados. Sabemos que é preciso trabalhar muito, nosso estado tem tamanho continental, porém, avançamos muito nos últimos anos”, pontuou Nininho, que está em seu terceiro mandato.

Leia Também:  Deputadas cobram cumprimento de cotas para candidaturas femininas nas eleições

A LOA prevê, ainda, investimentos na ordem de R$ 3,304 bilhões correspondendo a aplicação de 15% da receita corrente líquida do Estado em ações e serviços públicos para a população. Com relação ao orçamento de 2022 é 20% maior que o aprovado, em 2021, de R$ 22,114 bilhões. “Para se ter uma ideia o superávit é registrado após 10 anos de déficit, quando o Estado gastava mais do que arrecadava”, comentou o parlamentar.

Nininho ainda lembrou que esse orçamento é reflexo das medidas tomadas em 2019, onde a participação da ALMT foi fundamental. “Era preciso ter uma postura firme e o governador Mauro Mendes foi enfático quanto às mudanças que deveriam ocorrer. Naquele momento nos unimos tanto a base aliada quanto a oposição ao Governo foram fundamentais as conquistas alcançadas”, asseverou o deputado.

Assessoria 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Legislativo

Merenda escolar pode ser enriquecida com mel e derivados em MT

Da Redação com Assessoria

O mel de abelha e seus derivados podem se tornar itens obrigatórios no cardápio das escolas da rede pública de Mato Grosso. É o que prevê o Projeto de Lei (PL) nº 12/2022, apresentando pelo deputado estadual Valdir Barranco (PT) na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT).

Segundo o autor da proposta, o mel e seus derivados deverão ser adquiridos, pelo Governo do Estado, diretamente de apicultores, produtores da agricultura familiar, da economia popular solidária e dos empreendimentos familiares rurais de todo o estado.

Deputado Valdir Barranco / PT. (Foto: ALMT)

“Temos que oferecer esse forte estímulo à apicultura do estado. Precisamos promover a proteção de abelhas com a criação racional, aumentar a produção de mel, melhorar a qualidade de alimentação nas escolas e proporcionar o aproveitamento do potencial produtivo das pequenas propriedades, melhorando a produtividade agrícola com a polinização, gerando renda para o pequeno agricultor e viabilizando sua permanência no campo”, explicou o parlamentar.

Barranco também lembrou que um dos grandes desafios das escolas públicas é oferecer alimentação saudável, nutritiva e gostosa para os estudantes, e que o mel é um alimento de alta qualidade, rico em energia e inúmeras outras substâncias benéficas ao equilíbrio dos processos biológicos de nosso corpo.

Leia Também:  Piscicultores de MT devem atualizar cadastro de espécies junto ao Indea até 10/12

“A introdução do mel na alimentação escolar vai enriquecer e colaborar com o desenvolvimento físico e intelectual das crianças e adolescentes, jovens e adultos, além de poder ser utilizado para a substituição do açúcar para adoçar sucos e outros alimentos, e auxiliar na redução do crescente aumento da obesidade e diabetes infantil e juvenil”, finalizou o deputado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA