Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

INCENTIVO

Poder Judiciário lança Grupo de Apoio à Adoção em Tangará da Serra

Da Redação com Assessoria

O Poder Judiciário de Mato Grosso por meio da Corregedoria-Geral da Justiça promoveu um encontro em Tangará da Serra para criação de Grupo de Apoio à Adoção (GAA). O objetivo é criar os grupos nas Comarcas Sede dos Polos e estimular a adoção e resolução de situações ligadas à temática. “Ele é fundamental aos pais que já adotaram, em situações que surgem ao longo da adoção e também aos pretendentes e as inúmeras dúvidas que surgem ao longo do processo”, explicou a juíza auxiliar da Corregedoria, Christiane da Costa Marques Neves.

A reunião ocorreu durante o Programa Corregedoria em Ação, desenvolvido na Comarca de Tangará. Ao todo Mato Grosso têm 11 polos e o primeiro a receber estímulos para a criação do grupo foi o Polo de Cáceres. “A reunião é feita com pessoas que já adotaram e também pretendentes à adoção. Logo após a Associação Mato-Grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara) auxilia na manutenção do grupo, bem como o treinamento para adoção. O treinamento envolve pré-adoção e pós–adoção”, esclareceu a magistrada que representou o corregedor-geral da Justiça, desembargador José Zuquim Nogueira, durante a reunião.
 
A juíza da Infância e Juventude de Tangará da Serra, Leilamar Aparecida Rodrigues, também participou da reunião. “No grupo são compartilhadas angustias, desejos, sentimentos. É um ambiente propicio para a desmistificação do tema. Queremos oportunizar e propagar esta boa prática”, considerou a magistrada local. “São pessoas dignas de terem um futuro melhor. Nossa expectativa é muito boa. Quando surgem novas situações todos ficamos atentos para aprendermos e esta será uma oportunidade de fazermos algo muito melhor neste tema tão sensível”, disse o presidente do Conselho Municipal da Criança e Adolescente (CMDCA), Welinton Fabiano da Silva.
 
A secretária-geral da Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja), Elaine Zorgetti Pereira, também participou do lançamento do GAA em Tangará. “Pessoas envolvidas com a causa da adoção na comarca participaram da reunião. Ainda é uma comissão provisória, mas elas ficarão responsáveis pela formação do GAA local. Temos mais de 200 grupos no Brasil e apenas a Ampara em Mato Grosso. Cumprindo determinações do nosso corregedor Zuquim, queremos ampliar isto e incentivar a Adoção. A Associação Nacional de Grupos de Apoio à Adoção (Angaad) que traça recomendações nacionais. Esta ação é de fundamental importância para a causa”, acrescentou Elaine.
 
A juíza Christiane ainda citou um exemplo da funcionalidade dos Grupos de Apoio à Adoção. Foi por meio de um deles, no interior de São Paulo, que Tamires e o marido conseguiram adotar Ana Júlia, no interior de Mato Grosso. “Recebemos informações de que ela estava apta à adoção via o Grupo de Apoio e resolvemos conhecer. Foi amor à primeira vista. Em alguns meses já estávamos com a situação definida. Ana é uma menina especial. Conseguimos a guarda e somos uma família feliz”, concluiu Tamires.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Defesa: Gerson apresentou provas; MPE está sendo corporativista
Propaganda

Judiciário

Bolsonaro escolhe advogado de Lucas do Rio Verde como novo juiz do TRE-MT

Folhamax

O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, definiu nesta segunda-feira (24) o advogado Abel Sguarezzi como juiz-membro substituto do Tribunal Regional Eleitoral. Ele compunha a lista tríplice com os advogados Armando Biancardini Candia e Eustaquio Inacio de Noronha Neto.

Com isso, o TRE-MT deve marcar a posse do novo juiz eleitoral nos próximos dias. A lista tríplice foi formada em agosto de 2021 pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Sguarezzi “venceu” entre os desembargadores do TJ-MT com 26 votos. Armando Biancardini Cândia, que ocupou o cargo no biênio anterior, recebeu 21 votos, enquanto Eustaqui Inácio Noronha Neto conquistou 16.

Em novembro, o Tribunal Superior Eleitoral analisou a lista e “validou” os nomes escolhidos pelo TJ-MT. Então, restava a Bolsonaro escolher o novo juiz substituto.

Abel Sguarezzi é militante na cidade de Lucas do Rio Verde e já ocupou a função de conselheiro estadual da OAB de Mato Grosso.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Quarta-feira (30): Mato Grosso registra 124.060 casos e 3.457 óbitos por Covid-19
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA