Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

Judiciário

Ex-secretário e médicos desistem de pedir liberdade no STJ

O ex-secretário de Saúde de Cuiabá, Huark Douglas Correia, desistiu de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Mesmo posicionamento foi estabelecido pelos médicos Luciano Correia Ribeiro e Fábio Liberali Weissheimer.   Os 3 estão envolvidos em fatos revelados pela Operação Sangria. A decisão da defesa aumenta rumores sobre delações premiadas em andamento junto […]

O ex-secretário de Saúde de Cuiabá, Huark Douglas Correia, desistiu de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Mesmo posicionamento foi estabelecido pelos médicos Luciano Correia Ribeiro e Fábio Liberali Weissheimer.

 

Os 3 estão envolvidos em fatos revelados pela Operação Sangria. A decisão da defesa aumenta rumores sobre delações premiadas em andamento junto ao Ministério Público (MPE).

 

As comunicações de desistência foram entregues na sexta-feira (12). Medida semelhante acabou estabelecida no Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ). A defesa dos 3 é realizada pelo advogado Hélio Nishiyama. Os envolvidos na Sangria que não abdicaram de habeas corpus já estão em liberdade.

 

A investigação da operação Sangria apura fraudes em licitação, organização criminosa, corrupção ativa e passiva, crimes cometidos através de contratos celebrados com as empresas usadas pela organização, em especial, a Sociedade Mato-Grossense de Assistência Médica em Medicina Interna (Proclin), Serviços de Saúde e Atendimento Domiciliar (Qualycare) e Prox Participações.

 

Foram presos no dia 30 de março Huark Douglas Correia, Fábio Liberali, Fábio Taques, Kednia Iracema Servo, Luciano Correia, Fábio Taques Figueireiro e Celita Liberali. Os nomes também foram detidos na primeira fase da operação, em dezembro de 2018.

Leia Também:  Marco Aurélio adia depoimento de Bolsonaro e leva recurso do presidente ao plenário do STF

 

Celita, Fábio Alex Taques, Kedina Iracema e Flávio Alexandre Taques  já estão em liberdade.

 

Antes de deixarem por conta própria o STJ, Huark, Luciano e Fábio Liberali observaram pedidos de liberdade serem negados monocratimente pela ministra Laurita Vaz.

 

Crédito: Gazeta Digital

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Judiciário

TJMT se reúne com a OAB/MT: diálogo frequente em busca de soluções para a sociedade

Em reunião virtual com a diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Mato Grosso, a presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Maria Helena Póvoas, destacou que a jurisdição de primeiro grau é prioridade em sua gestão, assim como o bom relacionamento com a entidade, da qual se orgulha de ter sido presidente por duas ocasiões. “Vamos manter frequente diálogo com a Ordem, buscando soluções para as demandas de interesse da advocacia e do cidadão. Estamos abertos às sugestões”, disse a desembargadora, ao destacar que o concurso para juízes está em fase final.

A reunião foi realizada na tarde desta quinta-feira (21/01) e contou também com ativa participação da vice-presidente do Tribunal, desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, e do corregedo- geral da Justiça, desembargador José Zuquim Nogueira.
O objetivo da reunião, solicitada pela OAB, foi convidar a diretoria do Tribunal de Justiça para a primeira sessão da entidade no ano de 2021, que será realizada de forma virtual, no dia 25 de fevereiro.
Contudo, a diretoria da OAB aproveitou a reunião desta quinta-feira para adiantar algumas demandas da advocacia, que serão analisadas pela diretoria do Tribunal de Justiça. “Vamos estudar os pleitos com carinho e com o olhar de quem atuou muitos anos como advogada e muito se orgulha disso”, disse a desembargadora Maria Helena.
Quanto ao acesso aos magistrados durante a pandemia, o presidente da OAB/MT, Leonardo Campos, enalteceu a postura do Tribunal de Justiça. “Hoje não temos nenhuma reclamação em relação ao acesso aos desembargadores e servidores do Tribunal. Temos alguma situação pontual no interior, que estamos resolvendo diretamente com o magistrado. A ordem sabe criticar, mas também reconhece os esforços do tribunal, magistrados e servidores, em atender a advocacia”.
 
Leonardo Campos reafirmou a confiança e as boas expectativas da OAB na gestão que se iniciou no dia 1º de janeiro deste ano e parabenizou o TJ pela escolha dos juízes auxiliares para a presidência, vice-presidência e corregedoria.
Também participaram da reunião os juízes auxiliares da presidência, Paulo Márcio de Carvalho e Adriana Coningham; os juízes auxiliares da Corregedoria Christiane Neves, Aristeu Vilella, João Thiago Guerra e Eduardo Calmon; e o juiz auxiliar da vice-presidência do TJ, Edson Dias Reis; a vice-presidente da OAB/MT, advogada Gisela Cardoso; o secretário geral adjunto da Ordem, Fernando Figueiredo; e o diretor-tesoureiro da OAB/MT, Helmut Daltro, além de servidores do Judiciário.
 
Coordenadoria de Comunicação da Presidente do TJMT
 
 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Bolsonaro: ‘Liberdade de expressão só vale para a “grande” imprensa e a esquerda’
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA