Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

TRABALHO PRESENCIAL

TRT vai retomar trabalho presencial nos municípios que estiverem com risco baixo ou moderado de contágio

As unidades da Justiça do Trabalho em Mato Grosso que estiverem localizadas em municípios com risco de contágio do novo coronavírus classificado como “Baixo” ou “Moderado”, conforme Boletim Informativo divulgado pela Secretaria de Saúde de Mato Grosso (SES/MT), começarão a retomar as atividades presenciais.

O retorno foi normatizado na última semana, por meio do Pacto de Retomada Responsável das Atividades Presenciais, instituído pela Portaria TRT SGP GP N. 111/2020.

O documento não traz as datas específicas de retorno, mas apresenta as diretrizes de como isso irá ocorrer: de modo gradual e regionalizado. Nos próximos dias, uma nova portaria será publicada pelo Tribunal contendo as datas para cada localidade.

Etapas

A retomada ocorrerá em seis etapas distintas, sendo a última delas implementada apenas quando for declarado o fim da pandemia e que consistirá na volta à normalidade do atendimento ao público, das audiências, sessões de julgamento e trabalho presenciais.

Conforme o Pacto, a 1ª etapa terá início nas localidades que estejam há 14 dias na classificação de risco “Baixo” ou “Moderado”. Já o início da 2ª levará em conta dois critérios: a unidade (Vara/Sede do TRT) deve estar há uma semana na 1ª Etapa e o município-sede precisa estar há pelo menos 14 dias na classificação de risco “Baixo”.

A partir daí, a cada 14 dias, a unidade poderá progredir para a etapa seguinte, desde que a classificação de risco do município permaneça como “Baixo”.

Leia Também:  Fragata que participou de força-tarefa no Líbano retorna ao Brasil

Retorno restrito

A volta ao trabalho presencial está autorizada apenas para servidores que desenvolvem atividades cujas execuções sejam realizadas de forma semipresencial ou presencial. Os demais, que podem atuar em teletrabalho sem prejuízo de sua produtividade, só retornarão na 5ª etapa.

Além disso, magistrados, servidores e estagiários que estejam enquadrados no grupo de risco permanecerão obrigatoriamente em regime diferenciado de teletrabalho até o fim da pandemia.

A volta às atividades presenciais também respeitará o Teto de Ocupação de cada unidade, que é o limite máximo de estações de trabalho disponíveis em cada localidade que permitam a cada pessoa manter uma distância mínima de 2 metros para outra.

Jornada de trabalho

Durante a vigência da 1ª e 2ª etapas da retomada, a jornada de trabalho presencial nas unidades será das 7h30 às 12h30. O complemento das horas restantes será realizado pelos servidores de casa, por teletrabalho.

A partir da 3ª etapa, os serviços serão executados no horário normal de expediente, das 7h30 às 14h30.

Audiências e sessões presenciais

Na 1ª etapa, as audiências e sessões de julgamento continuarão a ocorrer de forma telepresencial. Serão admitidos atos presenciais somente quando não for possível sua realização por videoconferência ou por outro motivo relevante, desde que fundamentado pelo magistrado.

Leia Também:  ‘O papel do juiz criminal na sociedade contemporânea’ é tema de encerramento de Encontro

A partir da 2ª etapa, fica autorizada, se necessário, a realização presencial de audiências ou sessões de julgamento. Elas poderão ser realizadas, inclusive, de forma mista, com alguns participantes atuando por videoconferência e outros fisicamente no local.

Atendimentos presenciais

Em todas as etapas de retomada, o atendimento a advogados, membros do Ministério Público, peritos, auxiliares da Justiça e cidadãos será preferencialmente por meio remoto e, em caso de comprovada necessidade, o respectivo acesso às dependências da Justiça do Trabalho será precedido de agendamento de horário com o gestor de cada unidade.

Preparação

Nos últimos meses, o TRT de Mato Grosso adotou as medidas necessárias para assegurar um retorno que minimiza os riscos. Nesse sentido, foi o primeiro tribunal do trabalho do país a elaborar um protocolo de crise.

Todas as unidades passaram por ajustes em sua disposição, de modo a garantir uma distância segura.

Também foram implementados protocolos setorizados detalhando a sistemática de atendimento e desinfecção dos ambientes, entre outros pontos. Nesse sentido, quem precisar se dirigir às unidades da Justiça do Trabalho mato-grossense encontrará locais devidamente sinalizados e com estrutura adequada, com a disponibilização de álcool e locais para higienização.

Acesse a portaria na íntegra.

Coordenadoria de Comunicação Social

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Brasil ignora cúpula em que China oferece US$ 1 bilhão em crédito para vacina

O governo brasileiro faltou a um encontro entre chanceleres latino-americanos e a China, em julho do ano passado, em que foi discutido uma linha de crédito de US$ 1 bilhão para países latino-americanos tivessem acesso aos imunizantes. A informação é do jornalista Jamil Chade, do portal Uol.

Naquele momento, segundo o jornalista, a ausência do Brasil causou incômodo no meio científico. No Instituto Butantan, a opção do país foi alvo de críticas. Segundo a coluna, ainda, o governo chinês recebeu a notícia como uma falta de interesse do Brasil no acesso aos imunizantes.

Você viu?

A reunião contou com os chanceleres da Argentina, Colômbia, Peru, Chile, Uruguai, Barbados, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, Panamá e Trinidad e Tobago.

O governo do Equador confirmou que na época o encontro serviu para que Pequim acenasse com dinheiro para vacinas.

“China expressou seu desejo de contribuir de maneira direta com os países da América Latina, para os quais informou que entregará US$ 1 bilhão em créditos que irão ao acesso de vacinas e medicamentos”, explicou o Ministério de Relações Exteriores de Quito.

Leia Também:  Lambari d’Oeste completa 29 anos com obras de infraestrutura contratadas, ações na saúde e repasses em dia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA