Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

SISTEMA CARCERÁRIO

Sistema Penitenciário de MT adere ao Programa Nacional de Controle da Tuberculose

Mato Grosso foi um dos estados que aderiu ao Programa Nacional de Controle da Tuberculose, do Ministério da Saúde. A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da adjunta de Administração Penitenciária (SAAP), firmou termo de cooperação junto ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para desenvolver ações preventivas no combate às doenças nas unidades penais.

A campanha Prisões Livres de Tuberculose traz conteúdo informativo, voltado para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL) e servidores, sobre educação em saúde, comunicação e fluxo da atenção em saúde, com objetivo de reduzir os casos de tuberculose.

Em Mato Grosso, as primeiras unidades a receberem o material educativo foram o Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May e Penitenciária Central do Estado (PCE). Na próxima semana, as outras 45 instituições prisionais do Estado vão receber o material.

“As ações de enfrentamento às doenças emergentes no Sistema Prisional são importantes para reduzir os agravos. A tuberculose sempre foi um problema de saúde pública no Brasil e, após esforços coletivos das equipes de saúde in loco com parceiros, verificamos que o número de casos está reduzindo em Mato Grosso”, explicou a coordenadora de Saúde do Sistema Penitenciário, Lenil da Costa Figueiredo.

Leia Também:  Ampara faz concurso de vídeo para comemorar o Dia Nacional da Adoção

Mesmo nesse cenário de pandemia do novo coronavírus, a Coordenadoria de Saúde tem atendido não só as demandas geradas pela Covid-19, como também das demais doenças.

“Nosso trabalho continua na prevenção à tuberculose, hanseníase e demais doenças, pois elas não deixaram de existir e as equipes de saúde estão atuantes na prevenção, assistência, recuperação e vigilância em saúde”, enfatizou.

Mato Grosso tem pouco mais de 11 mil homens e mulheres nas unidades penais e cerca de três mil servidores.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

PGJ recebe Medalha Guardião do Paiaguás

“Como procurador-geral de Justiça de Mato Grosso me sinto muito honrado com a homenagem, que é extensiva a todos os integrantes do Ministério Público. Sabemos o quão simbólico é ser Guardião do Paiaguás, em razão da nossa história e da origem indígena do nome, e do significado de proteção do nosso Estado, a começar pelo Executivo e demais poderes, com respeito e harmonia”, afirmou José Antônio Borges Pereira, ao ser agraciado com a Medalha Guardião do Paiaguás na noite de segunda-feira (19). A maior honraria do Gabinete Militar foi concedida a 53 personalidades em agradecimento às contribuições para o desenvolvimento do Estado.

O governador Mauro Mendes parabenizou os homenageados por serem merecedores da medalha e destacou que a honraria é uma forma de agradecer pelos serviços prestados ao Governo, ao Palácio Paiaguás e aos cidadãos mato-grossenses. “Com essa medalha nós externalizamos a nossa gratidão e o nosso reconhecimento por esses serviços prestados. Algo que parece simbólico, mas que tem um valor muito importante. Quando o Gabinete Militar concede essa medalha, é uma forma de exprimir gratidão por atos e serviços praticados no dia-a-dia. E essa prática cotidiana faz com que o coletivo do nosso trabalho possa aparecer”, assegurou o governador.

O secretário Adjunto do Gabinete Militar, coronel Henrique de Souza, esclareceu que a  medalha foi criada para homenagear pessoas que de alguma forma colaboraram com o Governo do Estado de Mato Grosso. “Os agraciados foram muito merecedores, só tenho a agradecer a colaboração. Nesses quase dois anos de mandato do governador Mauro Mendes foram vários os momentos em que houve a colaboração do Ministério Público”, enfatizou o coronel.

Além do procurador-geral de Justiça, foram homenageadas autoridades como a primeira-dama Virginia Mendes, o vice-governador Otaviano Pivetta e os secretários de Estado Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda), Mauren Lazzaretti (Meio Ambiente), Alberto Machado (Cultura, Esporte e Lazer), Francisco Lopes (PGE) e Jordan Espíndola (Gabinete de Governo).

Origem – A Medalha Guardião do Paiaguás foi criada no dia 18 de outubro de 2005, pelo Decreto nº 6.635, para condecorar militares estaduais e federais, autoridades civis e pessoas da sociedade por relevantes serviços prestados. Trata-se de um reconhecimento àqueles que contribuíram e contribuem para o engrandecimento do Gabinete Militar e, consequentemente, para o desempenho das funções do Governador do Estado na busca por um Mato Grosso próspero e forte para os cidadãos.

Fonte: MPMT
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Novo programa federal Investe Turismo abrange 158 municípios em primeira etapa
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA