Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

PROGRAMAÇÃO

Museu de História Natural Casa Dom Aquino reabre as portas para visitação

O Museu de História Natural Casa Dom Aquino reabre as portas na próxima sexta-feira (16.10), a partir das 8h. Para retomar as atividades de visitação, o equipamento da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) seguirá todas as medidas de segurança recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Governo do Estado de Mato Grosso.

A reabertura contará com a inauguração da exposição das Máscaras Sagradas Waurá, preciosidades doadas, em 2019, pela etnia indígena do Parque Indígena do Xingu.

Além da nova exposição, os visitantes também poderão viajar no tempo geológico e pré-histórico na exposição permanente que reúne fósseis de dinossauros, preguiças e tatus gigantes, fósseis marinhos do período em que toda a região de Cuiabá e Chapada dos Guimarães era mar.

A história do planeta Terra e suas mudanças através do tempo podem ser conferidas em um ambiente aberto em meio à natureza. Por ser um espaço amplo, com mais de 10 mil m² de área verde, o visitante poderá circular entre a exposição, café, loja de artesanatos, parquinho infantil e apreciar a área verde na beira do Rio Cuiabá, em uma das principais avenidas da cidade.

Leia Também:  Número de desempregados cresce 31% em 4 meses, aponta IBGE

O Museu de História Natural está localizado na Avenida Beira Rio, nº 2000, bairro Dom Aquino, Cuiabá (MT), com horário de funcionamento de quarta-feira a domingo, das 8h às 18h, e valor para visitação de R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia entrada).

O visitante deve seguir as regras internas do Museu, como o uso de máscara obrigatório, respeito às demarcações de distanciamento e quantidade máxima de visitantes por sala da exposição. O Museu disponibilizará álcool em gel em suas dependências e equipe para tirar dúvidas sobre o uso do espaço.

Outras informações: (65) 3634-4858.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

PGJ recebe Medalha Guardião do Paiaguás

“Como procurador-geral de Justiça de Mato Grosso me sinto muito honrado com a homenagem, que é extensiva a todos os integrantes do Ministério Público. Sabemos o quão simbólico é ser Guardião do Paiaguás, em razão da nossa história e da origem indígena do nome, e do significado de proteção do nosso Estado, a começar pelo Executivo e demais poderes, com respeito e harmonia”, afirmou José Antônio Borges Pereira, ao ser agraciado com a Medalha Guardião do Paiaguás na noite de segunda-feira (19). A maior honraria do Gabinete Militar foi concedida a 53 personalidades em agradecimento às contribuições para o desenvolvimento do Estado.

O governador Mauro Mendes parabenizou os homenageados por serem merecedores da medalha e destacou que a honraria é uma forma de agradecer pelos serviços prestados ao Governo, ao Palácio Paiaguás e aos cidadãos mato-grossenses. “Com essa medalha nós externalizamos a nossa gratidão e o nosso reconhecimento por esses serviços prestados. Algo que parece simbólico, mas que tem um valor muito importante. Quando o Gabinete Militar concede essa medalha, é uma forma de exprimir gratidão por atos e serviços praticados no dia-a-dia. E essa prática cotidiana faz com que o coletivo do nosso trabalho possa aparecer”, assegurou o governador.

O secretário Adjunto do Gabinete Militar, coronel Henrique de Souza, esclareceu que a  medalha foi criada para homenagear pessoas que de alguma forma colaboraram com o Governo do Estado de Mato Grosso. “Os agraciados foram muito merecedores, só tenho a agradecer a colaboração. Nesses quase dois anos de mandato do governador Mauro Mendes foram vários os momentos em que houve a colaboração do Ministério Público”, enfatizou o coronel.

Além do procurador-geral de Justiça, foram homenageadas autoridades como a primeira-dama Virginia Mendes, o vice-governador Otaviano Pivetta e os secretários de Estado Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda), Mauren Lazzaretti (Meio Ambiente), Alberto Machado (Cultura, Esporte e Lazer), Francisco Lopes (PGE) e Jordan Espíndola (Gabinete de Governo).

Origem – A Medalha Guardião do Paiaguás foi criada no dia 18 de outubro de 2005, pelo Decreto nº 6.635, para condecorar militares estaduais e federais, autoridades civis e pessoas da sociedade por relevantes serviços prestados. Trata-se de um reconhecimento àqueles que contribuíram e contribuem para o engrandecimento do Gabinete Militar e, consequentemente, para o desempenho das funções do Governador do Estado na busca por um Mato Grosso próspero e forte para os cidadãos.

Fonte: MPMT
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Vereadores intermedeiam reunião entre Hospital Geral e Secretaria de Saúde
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA