Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

BENEFÍCIO

Caixa paga auxílio emergencial a 5 milhões de brasileiros nesta quarta; confira

A Caixa Econômica Federal libera, nesta quarta-feira (18), novas parcelas de  auxílio emergencial — nos valores de R$ 600 e R$ 300 — para 1,6 milhão de beneficiários do Bolsa Família e 3,4 milhões de trabalhadores nascidos em novembro, totalizando 5 milhões de pessoas.

Os titulares do  Bolsa Família  beneficiados com o pagamento são aqueles com Número de Identificação Social (NIS) com final 2. Esse grupo já vai receber a terceira parcela do auxílio emergencial extensão de R$ 300. Considerando todas as cotas já pagas, inclusive as iniciais de R$ 600, este é o oito e penúltimo benefício previsto pelo governo federal em razão da pandemia.

Bolsa Família

No caso do Bolsa Família, já é permitida a retirada em dinheiro, com o cartão original do programa social. O saque pode ser feito numa agência da Caixa, numa casa lotérica ou num correspondente Caixa Aqui .

O calendário de pagamentos, neste caso, vai se estender até 30 de novembro, com a liberação do benefício para aqueles com NIS de final 0.

Outros trabalhadores

Os demais trabalhadores nascidos em novembro — informais, autônomos, microempreendedores individuais (MEIs), desempregados sem seguro-desemprego e inscritos no Cadastro Único sem Bolsa Família, que se inscreveram pelo aplicativo Caixa / Auxílio Emergencial, pelo site da Caixa e pelos Correios — vão apenas ter o dinheiro creditado em suas contas poupanças sociais digitais nesta quarta-feira.

Leia Também:  Comissão volta a debater crise fiscal e auxílio a estados e municípios

Alguns vão receber ainda uma parcela de R$ 600. Outros já terão o crédito do benefício extensão, no valor de R$ 300. Isso vai depender do mês em que o trabalhador recebeu a primeira parcela ou se teve o benefício bloqueado e posteriormente liberado.

O saque somente estará liberado para este grupo no dia 5 de dezembro, assim como a transferência bancária. Até lá, os recursos poderão ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem . Esses pagamentos são referentes ao Ciclo 4.

Confira os calendário em vigor nesta semana

Ciclo 4

Depósitos:

  • 30 de outubro – nascidos em janeiro;
  • 4 de novembro – nascidos em fevereiro;
  • 5 de novembro – nascidos em março;
  • 6 de novembro – nascidos em abril;
  • 8 de novembro – nascidos em maio;
  • 11 de novembro – nascidos em junho;
  • 12 de novembro – nascidos em julho;
  • 13 de novembro – nascidos em agosto;
  • 15 de novembro – nascidos em setembro;
  • 16 de novembro – nascidos em outubro;
  • 18 de novembro – nascidos em novembro; e
  • 20 de novembro – nascidos em dezembro.

Saques e transferências:

  • 7 de novembro – nascidos em janeiro;
  • 7 de novembro – nascidos em fevereiro;
  • 14 de novembro – nascidos em março;
  • 21 de novembro – nascidos em abril;
  • 21 de novembro – nascidos maio;
  • 24 de novembro – nascidos junho;
  • 26 de novembro – nascidos julho;
  • 28 de novembro – nascidos agosto;
  • 28 de novembro – nascidos em setembro;
  • 1º de dezembro – nascidos em outubro;
  • 5 de dezembro – nascidos em novembro; e
  • 5 de dezembro – nascidos em dezembro.
Leia Também:  Maia nega possibilidade de prorrogar estado de calamidade

Bolsa Família

  • 17 de novembro – NIS de final 1;
  • 18 de novembro – NIS de final 2;
  • 19 de novembro – NIS de final 3;
  • 20 de novembro – NIS de final 4;
  • 23 de novembro – NIS de final 5;
  • 24 de novembro – NIS de final 6;
  • 25 de novembro – NIS de final 7;
  • 26 de novembro – NIS de final 8;
  • 27 de novembro – NIS de final 9; e
  • 30 de novembro – NIS de final 0.

Contestação de benefício cancelado

Os beneficiários do programa Bolsa Família que já vinham recebendo a extensão de R$ 300, mas tiveram o último pagamento cancelado, poderão apresentar contestações no período de 22 de novembro a 2 de dezembro.

Todas os pedidos deverão ser feitos pelo site da Dataprev.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Emirates já reembolsou mais de R$ 9 bi aos passageiros

A pandemia alterou os planos de todas as companhias aéreas para 2020. Com voos cancelados, países fechando fronteiras e isolamento social, o fluxo de passageiros ao longo do ano foi diminuto.

Dessa forma, essa mudanças repentinas fizeram com que muitos passageiros cancelassem ou postergassem os plano de viagem, aumentando e muito a demanda nos callcenters . Para dar conta do alto volume, a Emirates multiplicou por cinco o número de atendentes em sua central de remarcação e reembolso, comparado ao nível pré-pandemia.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Além disso, ao longo dos últimos sete meses, a empresa processou mais de 1.700.000 solicitações e alterou mais de 4 milhões de bilhetes. No total, foram reembolsados cerca de AED 6.3 bi, o equivalente a 9,22 bilhões de reais aos passageiros solicitantes.

“Graças ao esforço de nossa equipe de atendimento ao cliente, e à compreensão de nossos passageiros, a Emirates acabou com a lista de espera para reembolsos. Ainda temos volumes maiores do que antes da pandemia, mas agora podemos gerenciá-los em um prazo de 7 dias.” disse Tim Clark, Presidente da Emirates.

Leia Também:  Comissão externa debate nesta quarta-feira vacina em desenvolvimento pela Rússia

O post Emirates já reembolsou mais de R$ 9 bi aos passageiros apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA