Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ÔMICRON

Bolsonaro diz que país “vai quebrar” se houver novo lockdown

IG

O presidente Jair Bolsonaro voltou a afirmar nesta quarta-feira (12) que a economia brasileira não aguentaria um novo lockdown para conter a variante Ômicron do novo coronavírus, que, segundo ele, é “bem-vinda” no país.

“A economia não aguenta outro lockdown, o Brasil vai quebrar”, disse o presidente em entrevista à Gazeta Brasil.

Sem provas, Bolsonaro voltou a sustentar a tese de imunidade de rebanho e falar em “vírus vacinal”.

“Dizem até que seria um vírus vacinal. Deveriam até… Segundo algumas pessoas estudiosas e sérias, e não vinculadas a famarcêuticas, dizem que a ômicron é bem-vinda e pode sim sinalizar o fim da pandemia.”

“A ômicron, que já espalhou pelo mundo todo, como as próprias pessoas que entendem de verdade dizem: que ela tem uma capacidade de difundir muito grande, mas de letalidade muito pequena”, completou.

Enquanto isso, estados voltam a estudar a necessidade de fechar o comércio. O governador de São Paulo, João Doria, por exemplo, disse que adotará restrições a eventos com grandes aglomerações devido ao aumento de casos de Covid-19.

Variante está prejudicando a mão de obra

A variante Ômicron tem criado escassez de funcionários em diversos setores da economia, inclusive entre lojistas.

Leia Também:  Grupo RDM faz homenagem a João Pedro Marques em seu aniversário

A Ablos, associação com mais de cem membros e que representa os lojistas satélites, vai  levar um pedido aos shoppings para que os horários de abertura sejam reduzidos por algumas semanas.

O avanço da variante e da influenza começa a afetar setores econômicos intensivos em mão de obra, como a  construção civil e o setor bancário.

Em alguns canteiros de obras já registram afastamento de até 30% dos funcionários pelas doenças, de acordo com balanço preliminar feito pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Entre os petroleiros, o avanço dos casos de Covid-19 saltou de sete para 15 confirmados nas plataformas em operação na costa, entre 29 de dezembro e 5 de janeiro. O levantamento é da Federação Única dos Petroleiros (FUP), com base nos últimos dados obtidos junto à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Agências bancárias também tiveram que ser fechadas por surtos de Covid-19 entre os bancários. Levantamento do Sindicato dos Bancários de São Paulo, que contempla São Paulo, Osasco e outras 18 cidades da Região Metropolitana, mostra que, desde a última sexta, 150 agências foram fechadas por falta de pessoal suficiente, devido a casos confirmados entre os funcionários.

Leia Também:  Governo de MT decreta “lockdown” das 19hs às 05 da manhã por 15 dias
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Morre nos EUA o escritor Olavo de Carvalho, aos 74 anos

EBC

O filósofo e escritor Olavo de Carvalho morreu nessa segunda-feira (24), aos 74 anos, nos Estados Unidos, onde vivia. A informação foi dada pela família nas redes sociais do escritor.

“Com grande pesar, a família do professor Olavo de Carvalho comunica sua morte na noite de 24 de janeiro, na região de Richmond, na Virgínia, onde se encontrava hospitalizado”. Natural de Campinas, em São Paulo, ele deixa a esposa, Roxane, oito filhos e 18 netos. A causa da morte não foi divulgada. Recentemente, Olavo esteve internado em hospital no Brasil com problemas cardíacos.

No Twitter, o presidente Jair Bolsonaro lamentou a morte do escritor. “Nos deixa hoje um dos maiores pensadores da história do país, o filósofo e professor Olavo Luiz Pimentel de Carvalho. Olavo foi gigante na luta pela liberdade e farol para milhões de brasileiros. Seu exemplo e seus ensinamentos nos marcarão para sempre”, afirmou.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo de MT decreta “lockdown” das 19hs às 05 da manhã por 15 dias
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA