Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

SUPREMO TRIBUNAL

Após crise no STF, Lasier cobra votação de projeto sobre prisão em segunda instância

A soltura de André do Rap, acusado de traficar drogas e de chefiar uma organização criminosa, por uma decisão do ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), não teria ocorrido se estivesse valendo a prisão em segunda instância. Segundo o senador Lasier Martins (Podemos-RS), a prisão em segunda instância vigorou por 22 anos depois da promulgação da Constituição de 1988 e foi derrubada pelo STF quando começaram a ser presos políticos e grandes empresários. Lasier Martins conversou sobre o assunto com o jornalista Adriano Faria. Ouça o áudio com a entrevista.​

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Juiz pede para Silval provar trabalho e estudo durante prisão
Propaganda

GERAL

PGJ recebe Medalha Guardião do Paiaguás

“Como procurador-geral de Justiça de Mato Grosso me sinto muito honrado com a homenagem, que é extensiva a todos os integrantes do Ministério Público. Sabemos o quão simbólico é ser Guardião do Paiaguás, em razão da nossa história e da origem indígena do nome, e do significado de proteção do nosso Estado, a começar pelo Executivo e demais poderes, com respeito e harmonia”, afirmou José Antônio Borges Pereira, ao ser agraciado com a Medalha Guardião do Paiaguás na noite de segunda-feira (19). A maior honraria do Gabinete Militar foi concedida a 53 personalidades em agradecimento às contribuições para o desenvolvimento do Estado.

O governador Mauro Mendes parabenizou os homenageados por serem merecedores da medalha e destacou que a honraria é uma forma de agradecer pelos serviços prestados ao Governo, ao Palácio Paiaguás e aos cidadãos mato-grossenses. “Com essa medalha nós externalizamos a nossa gratidão e o nosso reconhecimento por esses serviços prestados. Algo que parece simbólico, mas que tem um valor muito importante. Quando o Gabinete Militar concede essa medalha, é uma forma de exprimir gratidão por atos e serviços praticados no dia-a-dia. E essa prática cotidiana faz com que o coletivo do nosso trabalho possa aparecer”, assegurou o governador.

O secretário Adjunto do Gabinete Militar, coronel Henrique de Souza, esclareceu que a  medalha foi criada para homenagear pessoas que de alguma forma colaboraram com o Governo do Estado de Mato Grosso. “Os agraciados foram muito merecedores, só tenho a agradecer a colaboração. Nesses quase dois anos de mandato do governador Mauro Mendes foram vários os momentos em que houve a colaboração do Ministério Público”, enfatizou o coronel.

Além do procurador-geral de Justiça, foram homenageadas autoridades como a primeira-dama Virginia Mendes, o vice-governador Otaviano Pivetta e os secretários de Estado Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda), Mauren Lazzaretti (Meio Ambiente), Alberto Machado (Cultura, Esporte e Lazer), Francisco Lopes (PGE) e Jordan Espíndola (Gabinete de Governo).

Origem – A Medalha Guardião do Paiaguás foi criada no dia 18 de outubro de 2005, pelo Decreto nº 6.635, para condecorar militares estaduais e federais, autoridades civis e pessoas da sociedade por relevantes serviços prestados. Trata-se de um reconhecimento àqueles que contribuíram e contribuem para o engrandecimento do Gabinete Militar e, consequentemente, para o desempenho das funções do Governador do Estado na busca por um Mato Grosso próspero e forte para os cidadãos.

Fonte: MPMT
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Juiz pede para Silval provar trabalho e estudo durante prisão
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA