Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

INFORMATIVO

Dados da Segurança Pública apontam que os crimes de furto reduziram

Mato Grosso reduziu os crimes de furtos em todas as 15 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps), no período de janeiro a novembro de 2020, em comparação com o mesmo período de 2019. O levantamento leva em conta os registros de Boletim de Ocorrências (BO) registrados nos 141 municípios do estado. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Superintendência do Observatório de Segurança.

Em 2020, foram registrados 28.680 mil ocorrências de furto, enquanto que no mesmo período de 2019 foram 41.027 mil. A redução foi de 30%.

Também nos 11 meses de 2020, o estado apresentou queda nos principais índices criminais: homicídio (-1,2%), roubo seguido de morte (-33%), roubo (-30%), roubo de veículos (-29%), furto de veículos (-21%) e tráfico e uso de drogas (-11%).

Nos 141 municípios, 757 pessoas foram vítimas de homicídio. Já em 2019 somaram 766 mortes. As forças de segurança receberam no ano passado, 9.013 mil queixas de roubo (quando há violência ou ameaça). No mesmo período de 2019 foram 12.952 mil. Ainda no período de janeiro a novembro, 26 pessoas foram vítimas de roubo seguido de morte (latrocínio). No mesmo período de 2019 foram 39 casos.

Leia Também:  Em cinco meses Polícia Militar recebeu 4 mil denúncias de aglomeração

“O empenho das forças de segurança e o comprometimento dos profissionais foram primordiais para alcançar os resultados. A Secretaria fortaleceu a integração tanto na atividade de inteligência quando na atuação operacional entre as instituições, com ações preventivas e repressivas no enfrentamento aos principais índices criminais. Nosso objetivo é continuar ampliando as nossas ações”, enfatiza o secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Victor Fortes.

São cidades polos das Risp, os municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Rondonópolis, Barra do Garças, Cáceres, Tangará da Serra, Juína, Alta Floresta, Vila Rica, Primavera do Leste, Pontes e Lacerda, Água Boa, Nova Mutum e Guarantã do Norte.

Veículos

As ocorrências de roubo e furto de veículos reduziram 29% e 21%, respectivamente. Ao todo, 1.223 veículos, entre automóveis e motocicletas, foram roubados em 2020, contra 1.711 em 2019. Já em relação aos furtos, 1.707 veículos foram furtados no ano passado, enquanto que em 2019 somaram 2.160 unidades.

A Sesp está em fase de fechamento dos dados consolidados dos 12 meses de 2020. A previsão é que seja divulgado na segunda quinzena deste mês.

Leia Também:  Governo finaliza construção de pontes de concreto e melhora logística no Médio-Norte

Fazem parte das forças de segurança a Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Sistema Penitenciário e Sistema Socioeducativo.

Fonte: PM MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Executivo

Importação de insumo de vacinas é questão burocrática, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (21), durante sua live semanal nas redes sociais, que o atraso no envio de insumos farmacêuticos para a produção de vacinas contra a covid-19 é apenas uma questão burocrática. Bolsonaro negou qualquer problema político do governo brasileiro com Índia e China, países que fabricam os imunizantes e também os chamados ingredientes farmacêuticos ativos (IFA), que serão usados para a produção, em solo brasileiro, da Coronavac e da dose da AstraZeneca. 

“O problema, como o próprio embaixador disse, é burocrático. Não é nada de político, como alguns falaram”, disse o presidente. Durante a live, Bolsonaro estava acompanhado dos ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Infraestrutura, Tarcísio Freitas. De acordo com o chanceler, a Embaixada do Brasil em Pequim, capital chinesa, está negociando a liberação dos insumos retidos, cuja previsão de entrega era ainda para este mês.

“Nosso embaixador em Pequim, na verdade, tem conversado porque é lá que precisa operar para conseguir os insumos da vacina dentro da burocracia chinesa, que é uma coisa normal”, afirmou. Ontem (20), três ministros do governo federal se reuniram com embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, para discutir formas de acelerar esse processo.

Leia Também:  Governador nomeia Jordan Espíndola como secretário-chefe de Gabinete de Governo

Em relação à Índia, Bolsonaro destacou o seu relacionamento do líder do país asiático, Nerendra Modi, para refutar que houvesse qualquer problema entre os países. “O interesse que o Modi tem no Brasil nós também temos na Índia. Um excelente relacionamento. E nada mudou”, disse. Mais cedo, o governo brasileiro divulgou que as vacinas contra a covid-19 desenvolvidas em parceria entre a AstraZeneca e a Universidade de Oxford devem chegar ao Brasil amanhã (22), vindas da Índia. Inicialmente, a previsão é que elas chegassem há uma semana. Ao todo, foram contratados 2 milhões de doses, fabricadas pelo laboratório indiano Serum.

Edição: Paula Laboissière

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA