Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

MULHER

Projeto social deve qualificar gratuitamente quase 2 mil mulheres em MT

Da Redação com Assessoria

Lançado há mais de um mês, o projeto social “Aprenda e Empreenda: Empoderamento Feminino e Autonomia Econômica da Mulher”, realizado pelo Instituto INCA-Inclusão, Cidadania e Ação já capacitou mais de 100 mulheres com cursos de “Maquiagem e Design de Sobrancelhas”, no bairro Cidade Alta, em Cuiabá, “Customização Criativa de Roupas”, no bairro Jardim Glória 2, em Várzea Grande, e de “Manicure, Cabeleireiro e Maquiagem”, em Pontes e Lacerda, em parceria com o projeto Menina Feliz.

“Quero registrar as transformações e a alegria que percebi durante a entrega dos certificados em Cuiabá e Várzea Grande. Isso me leva a pensar que estamos no caminho certo, trabalhando no sentido de fazer o melhor para as pessoas”, diz Cybele Bussiki, presidente do Instituto INCA.

E os cursos continuam até o mês de abril de 2022. No mês de dezembro já estão acontecendo as aulas em outros bairros, sendo de Personal Organizer para Trabalhos Domésticos, no Capão do Gama, em Cuiabá, Customização Criativa de Roupas, no Parque das Estações, em Várzea Grande, e de Maquiagem e Design de Sobrancelhas, no bairro Nova Era, em Cáceres.

“É uma satisfação muito grande podermos ter realizado esses cursos que vão mudar a vida de quase 2 mil mulheres pelo Estado de Mato Grosso, trazendo autonomia, capacitando, abrindo a visão para se tornarem empreendedoras, para mudar a vida de suas famílias e de sua comunidade. É uma alegria fazermos isso junto com a nossa ministra Damares e o presidente Bolsonaro, que nos possibilitou por meio do parlamento federal, além do Instituto INCA.  Esse projeto vai se tornar um modelo para os demais Estados brasileiros”, destaca o deputado federal Dr. Leonardo.

O projeto social “Aprenda e Empreenda: Empoderamento Feminino e Autonomia Econômica da Mulher” é conveniado pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, com emenda parlamentar do deputado federal Dr. Leonardo, e já recebeu elogios na ministra da Mulher, Damares Alves, pelo sucesso apresentado nos trabalhos desenvolvidos com os cursos e palestras.

Leia Também:  Senado aprova nova linha de financiamento para os pequenos negócios no país

De forma gratuita, o projeto visa atender mulheres e a comunidade LGBTQIA+, em vulnerabilidade social, que deverão ser capacitadas com cursos, oficinas e palestras de empoderamento e economia criativa.

Está sendo proposto a formação de conhecimentos básicos, tecnológicos e de marketing essenciais, para que possam aproveitar e criar renda dentro da realidade de cada pessoa, caso assim desejar, uma vez que o projeto vai muito além disso.

A ideia é desenvolver a autoestima e que essas pessoas se descubram como úteis na comunidade, que possam se tornar lideranças, pessoas ativas, cheias de novos conhecimentos.

CURSOS, VAGAS E INSCRIÇÕES

São 30 vagas por curso, com carga horária de até 80 horas. E ainda temos, para o próximo ano, cursos em Cuiabá, Várzea Grande, Cáceres, Mirassol D’Oeste, Araputanga, Lambari D’Oeste e São José dos Quatro Marcos.

Em Cuiabá, no próximo ano, segue para os bairros Santa Isabel (17/01 à 01/02), Ilza Terezinha (07/02 à 22/02), 1º de Março (03/03 à 18/03) e Santa Inês (21/03 à 05/04), o de “Maquiagem e Design de Sobrancelha” (48 horas); no Dr. Fábio (14/02 à 18/02), de “Customização Criativa de Roupas” (20 horas); e Santa Laura (24/01 à 08/02), o curso de “Personal Organizer para Trabalhos Domésticos” (48 horas).

Na cidade de Várzea Grande, continua o curso de “Customização Criativa de Roupas” (20 horas), no CRAS Centro (17/01 à 21/01); nos bairros Princesa do Sol (07/02 à 22/02) e Residencial Corsário, antigo Manancial (03/03 à 18/03), o curso de “Maquiagem e Design de Sobrancelha” (48 horas); e no Icaraí (14/03 à 29/03) e Parque do Lago (11/04 à 26/04) o de “Personal Organizer para Trabalhos Domésticos” (48 horas).

Em Cáceres serão atendidas as comunidades dos bairros Jardim das Oliveiras (07/02 à 11/02) e Residencial Universitário (07/03 à 11/03), com o curso de “Auxiliar de Cabeleireiro” (20 horas); do Jardim Pe. Paulo (24/01 à 28/01), com “Customização Criativa de Roupas (20 horas); e, no bairro Vila Irene (04/04 à 19/04), o curso de “Personal Organizer para Trabalhos Domésticos” (48 horas).

Leia Também:  Duas chapas disputam preferência de 12 mil advogados; resultado sai hoje

Já nos municípios de Mirassol D’Oeste, Araputanga, Lambari D’Oeste e São José dos Quatro Marcos, serão realizados os cursos de “Corte e Costura” (80 horas), no mesmo período, de 07 de fevereiro a 11 de março, e de “Customização Criativa de Roupas” (20h), em datas diferentes.

Sendo o curso de “Customização Criativa de Roupas”, de 21 a 25 de março, em Mirassol D’Oeste; Em Araputanga, de 04 a 08 de abril; em Lambari D’Oeste, de 14 a 18 de março; e na cidade de São José dos Quatro Marcos, de 28 de março a 01 de abril.

PALESTRAS DE EMPODERAMENTO

O objetivo é empoderar, tendo a geração de renda e o mercado de trabalho como uma consequência para que possam obter independência financeira, um dinheiro rápido e melhorar a renda da família.

Por isso, além dos cursos de qualificação e aperfeiçoamento, temos palestras motivacionais para que possam enxergar que sempre existe uma saída para tudo na vida e que todas as pessoas podem tirar o melhor das possibilidades.

Na medida em que os cursos vão acontecendo, serão apresentadas as palestras com os temas “O que é Direitos Humanos”, “A Mulher Moderna: Conectada ao Futuro e Agente de Transformações”, “Cidadania e Meio Ambiente”, “Direitos e Deveres (ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente)”, “Empreendedorismo e Protagonismo Feminino”, “Família e Respeito e Relações Humanas”, “Inteligência Emocional e a Mulher no Controle das Situações”, “Mulheres Empreendedoras em Tempos Modernos”, “Sexo, Sensualidade, Sexualidade e Prevenção de Doenças” e “Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher”.

SERVIÇO

As inscrições estão sendo feitas por meio das lideranças comunitárias dos bairros onde acontecerão os cursos. Para maiores informações pelo telefone (65) 98472-7156 ou pelo e-mail [email protected]

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Operadoras devem abrir 50 mil vagas de emprego para implementar 5G

IG

Com a chegada do 5G ao Brasil, surge um mapa de oportunidades de empregos no país, de olho nas habilidades mais alinhadas com a tecnologia e a inovação.

Somente em 2022, serão abertos cerca de 50 mil postos de trabalho na área, conforme apontam estimativas da Conexis, que reúne empresas de telecom, e da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

Comprometidas com investimentos de quase R$ 40 bilhões nos próximos anos, a partir do leilão de frequências do 5G realizado no fim de 2021, as teles e seus fornecedores de equipamentos já contratam operários para a instalação de cabos e antenas para a quinta geração de telefonia móvel.

Também buscam profissionais qualificados para explorar as possibilidades abertas pela nova tecnologia. No longo prazo, as oportunidades não ficarão restritas apenas a profissionais de tecnologia e engenharia.

Até 2025, mais de 670 mil novas vagas podem surgir em função do 5G em diferentes áreas, consolidando novas profissões.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Senado aprova nova linha de financiamento para os pequenos negócios no país
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA