Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

SOLUÇÕES HABITACIONAIS

MRV é destaque em premiações com foco em clientes

Ao longo de seus 40 anos de história, a MRV, plataforma de soluções habitacionais, vem acompanhando as mudanças nos hábitos de seus clientes e trabalhando para, cada vez mais, inovar e tornar suas experiências mais fluidas e surpreendentes. Atualmente, como uma virada de chave, a companhia resolveu apostar no mindset digital para facilitar a interação com esse público, o que além de tudo, resultou em alta performance para o negócio da companhia. Como demonstração de resultado desse empenho, estão as premiações que a empresa recebeu recentemente voltadas à categoria clientes.

Na última segunda-feira (28), a companhia recebeu selo Ouro com o case Atendente Virtual MIA e Prata com o case Lovers MRV nas categorias Líderes em transformação e Líder em Estratégia de Mídias Sociais, respectivamente, do Prêmio Cliente S.A, que reconhece as melhores práticas do mercado em experiência com o cliente. “Nosso cliente é nosso compromisso e nosso principal ativo. Premiações nesta categoria vêm como um reconhecimento de todos os nossos esforços para aprimorar cada vez mais o relacionamento com esse público tão importante”, relata Joice Cristina Silva, executiva de Experiência do Cliente da MRV.

Leia Também:  Circulo Empreendedor reúne especialistas em série de lives

Além disso, entre as construtoras e incorporadoras do país, a MRV se posicionou em 1º lugar pela pesquisa Melhores Empresas em Satisfação do Cliente (MESC) de 2020. Durante o período de março de 2019 até março de 2020, mais de 2 milhões de clientes responderam a essa pesquisa de forma voluntária. A companhia foi eleita, ainda, a empresa do ano pelo Prêmio Smart Customer. Participando pela primeira vez, a construtora recebeu a premiação ouro com os cases Lovers MRV e Atendente Virtual MIA, nas categorias Automação da Experiência do Cliente e Gestão da Experiência do Cliente, respectivamente. O Prêmio Smart Customer conta com a participação das maiores empresas do segmento de Relacionamento com Clientes e premia como empresa do ano aquela que obteve a melhor média de notas entre todos os cases inscritos e, neste ano, foi a MRV com o case da MIA.

Fonte: ÍNTEGRA COMUNICAÇÃO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Decreto de Bolsonaro e Guedes abre caminho para privatização do SUS; entenda

O governo federal publicou no Diário Oficial da União nesta terça-feira (27) um decreto, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, que autoriza a equipe econômica a preparar um modelo de privatizações para unidades básicas do Sistema Único de Saúde (SUS).

O decreto inclui a ‘porta de entrada’ do SUS , as unidades básicas de saúde, na mira do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Presidência da República, um programa de concessões e privatizações do governo.

Na prática, o decreto que abre caminho para a privatização do SUS prevê estudos “de parcerias com a iniciativa privada para a construção, a modernização e a operação de unidades básicas de saúde”. De acordo com o programa de concessões e privatizações do governo, o objetivo central é “encontrar soluções para a quantidade significativa de unidades básicas de saúde inconclusas ou que não estão em operação no país”.

Hoje, o Brasil tem 44 mil unidades básicas de saúde , e não há uma estimativa de quantas nem quais podem ser incluídas no plano de concessões.

Leia Também:  Brasil eleva em 9,5% comércio com EUA, mas diminui com outros países

Após a publicação do decreto, o Conselho Nacional de Saúde criticou a decisão do governo e, por meio de nota, chamou a medida de arbitrária e disse que ela tem como objetivo privatizar as unidades básicas de saúde brasileiras e, diretamente, enfraquecer o SUS.

“Nós, do Conselho Nacional de Saúde, não aceitaremos a arbitrariedade do presidente da República, que no dia 26 editou um decreto publicado no dia 27, com a intenção de privatizar as unidades básicas de saúde em todo o Brasil. Nossa Câmara Técnica de Atenção Básica vai fazer uma avaliação mais aprofundada e tomar as medidas cabíveis em um momento em que precisamos fortalecer o SUS, que tem salvado vidas. Estamos nos posicionando perante toda a sociedade brasileira como sempre nos posicionamos contra qualquer tipo de privatização, de retirada de direitos e de fragilização do SUS. Continuaremos defendendo a vida, defendendo o SUS, defendendo a democracia”, diz a nota assinada pelo presidente do CNS, Fernando Pigatto.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA