Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

AJUDA

Auxílio emergencial: Caixa libera último saque a 3,5 milhões nesta segunda; veja

Com o calendário de pagamentos do  auxílio emergencial cada vez mais perto do fim, a Caixa Econômica Federal libera, nesta semana, novos saques do benefício para três grupos de trabalhadores. Os primeiros serão contemplados nesta segunda-feira (11), para 3,5 milhões de nascidos em maio.

Os pagamentos fazem parte dos ciclos 5 e 6. Esses beneficiários tiveram o dinheiro creditado em suas contas poupanças sociais digitais em 29 de novembro (ciclo 5) e 17 de dezembro (ciclo 6). Eles, portanto, vão receber agora a  última leva do auxílio emergencial .

Na quarta-feira (13), será a vez de 3,4 milhões de trabalhadores que fazem aniversário em junho. Esses cidadãos tiveram a quantia creditada em conta nos dias 30 de novembro (Ciclo 5) e 18 de dezembro (Ciclo 6). Até então, o benefício somente podia ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem .

Ainda nesta semana, a Caixa vai liberar a retirada do benefício para 3,4 milhões de pessoas nascidas em julho. Esse pagamento será feito na sexta-feira (15). Neste caso, o dinheiro foi depositado em 2 de dezembro (Ciclo 5) e 20 de dezembro (Ciclo 6).

Leia Também:  Gestão municipal entrega obras de mobilidade que ficarão como legados

De acordo com o cronograma do Ministério da Cidadania , todos os pagamentos serão encerrados no dia 27 deste mês, quando os 3,3 milhões de trabalhadores remanescentes — nascidos em dezembro — vão retirar o último valor devido.

As agências da Caixa Econômica Federal não abrirão aos sábados no início de 2020, e os saques finais do auxílio acontecerão sempre de segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira.

Confira o último calendário de saques do auxílio

  • 19 de dezembro: nascidos em janeiro;
  • 19 de dezembro: nascidos em fevereiro;
  • 4 de janeiro de 2021: nascidos em março;
  • 6 de janeiro de 2021: nascidos em abril;
  • 11 de janeiro de 2021: nascidos em maio;
  • 13 de janeiro de 2021: nascidos em junho;
  • 15 de janeiro de 2021: nascidos em julho;
  • 18 de janeiro de 2021: nascidos em agosto;
  • 20 de janeiro de 2021: nascidos em setembro;
  • 22 de janeiro de 2021: nascidos em outubro;
  • 25 de janeiro de 2021: nascidos em novembro; e
  • 27 de janeiro de 2021: nascidos em dezembro.
Leia Também:  SUSTENTABILIDADE E ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Dólar fecha a R$ 5,36 em dia de bastante volatilidade

Num dia de bastante volatilidade, o dólar reverteu o otimismo registrado pela manhã e aproximou-se de R$ 5,40 durante a tarde, antes de desacelerar perto do fim da sessão. A bolsa de valores emendou a terceira sessão seguida de queda, depois de operar em leve alta na abertura dos negócios.

O dólar comercial encerrou esta quinta-feira (21) vendido a R$ 5,364 , com alta de R$ 0,052 (+0,99%). Pela manhã, a divisa chegou a cair 1,5%, para R$ 5,23, mas a cotação reverteu a tendência perto das 12h, até fechar próxima da máxima do dia.

Você viu?

No mercado de ações, o dia também foi marcado pela turbulência. O índice Ibovespa , da B3, fechou o dia aos 118.329 pontos, com recuo de 1,1%. O indicador afastou-se do nível recorde de 125 mil pontos registrado no último dia 8.

A volatilidade no mercado financeiro intensificou-se após declarações do candidato à presidência do Senado Rodrigo Pacheco (DEM-MG) de que a eventual reinstituição do auxílio emergencial será discutida na primeira semana da nova legislatura do Congresso . Mais tarde, ele afirmou que o tema será debatido com respeito às regras fiscais e ao teto federal de gastos.

Leia Também:  Agente da PF é baleado durante operação em Cuiabá e salvo pelo colete

Uma eventual extensão do auxílio emergencial sem a compensação por outras fontes de recursos aumentaria os gastos públicos. Isso eleva a pressão sobre o mercado financeiro, que pede a continuidade das reformas estruturais, como a administrativa e a tributária.

* Com informações da Reuters

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA