Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

IMPOSTO DEVE SUBIR

Aumento do preço dos carros deve inflar IPVA 2022

O IPVA deve ficar mais caro em 2022, com a alta dos preços dos automóveis e diminuição da produção durante a pandemia. Dados da tabela Fipe mostram que o preço médio de carros populares subiu desde o começo do ano, e números da Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores mostram que a produção caiu 25% entre janeiro e agosto deste ano.

O IPVA é o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, cobrado de proprietários de veículos no Brasil. O valor é calculado a partir do preço médio do automotivo, segundo tabela criada pela Fipe (Fundação Instituição de Pesquisas Econômicas), e a determinação das alíquotas cabe a cada governo estadual.

No Rio de Janeiro, a tabela para 2021 determinou alíquota de 4% para carros flex, 2% para motos e 1,5% para carros movidos a GNV.

Já em São Paulo, o IPVA tem alíquota de 1,5% para caminhões, 2% para ônibus, micro-ônibus, caminhonetes de cabine simples, motocicletas, ciclomotores, motonetas, triciclos e quadriciclos, e 4% para demais carros.

O crescimento no valor dos automóveis em 2021 fez preços de carros populares dispararem. Em janeiro, era possível comprar o modelo mais básico do Gol 2021, da Volkswagen, por R$ 47 mil, enquanto em setembro, subiu para R$ 54 mil. Já o Fiat Mobi, que antes podia ser comprado por R$ 33,6 mil, agora está em R$ 42,2.

Leia Também:  BB facilita pagamento do Pasep para correntistas de outros bancos

Para calcular o valor a ser pago de IPVA, deve-se ter em mãos o modelo do veículo, o ano de fabricação e a alíquota do imposto no estado. A base do cálculo é a tabela Fipe, que calcula o valor médio do veículo com base na marca, no modelo, novo ou usado, e no ano de fabricação.

Vejamos no caso do Gol. Se o dono do carro mora no Rio de Janeiro, vai pagar 4% do valor médio de R$ 54 mil, com base em valores de setembro da tabela Fipe. Portanto, deve pagar R$ 2.160 de IPVA. O imposto teria o mesmo valor em São Paulo, que mantém a alíquota para veículos flex também em 4%.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Desenvolve MT supera mil créditos concedidos a empreendedores mato-grossenses

Em sete meses, houve um aumento de mais de 250% de contratos efetivados comparado ao ano passado.

 

Da Assessoria

A Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso – Desenvolve MT comemora um novo recorde em operações de crédito em outubro. Foram 1.003 contratos, totalizando R$19.212,177,02 liberados para micro e pequenos empreendedores localizados em 93 municípios mato-grossenses em sete meses.

Um aumento de 254,56% em 2021 até o momento, o que supera o ano passado inteiro em concessão de crédito. Em 2020, foram 394 créditos liberados e 82 no ano de 2019.

São linhas destinado a financiar capital de giro e investimentos fixo que podem ser utilizadas para compra de insumos, máquinas e equipamentos, obras de construção, reformas para modernização e ampliação de empreendimentos entre outros.

A Desenvolve MT dobrou a carteira de clientes ativos nos últimos dois anos. No gráfico abaixo, demonstra a evolução da carteira em 2019, 2020 e 2021. O que evidencia o alcance do crédito por parte da sociedade beneficiada.

Um dos rostos dessa marca é o microempreendedor individual Raissyo de Almeida Diniz, proprietário do Bob Burguer VG. Em março de 2020, ele e a esposa, abriram uma hamburgueria para atendimento delivery, em Várzea Grande no bairro Canelas.

Leia Também:  Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 75 milhões; veja as dezenas

Mal ele sabia que logo se instalaria uma pandemia e o sistema de delivery de tendência se transformou em necessidade. “ Logo que abrirmos veio a pandemia, foi o período que trabalhei muito, as pessoas não saiam de casa, vendia em média 60 lanches por dia”, conta.

Neste ano, vislumbrando um novo momento, o empreendedor saiu do aluguel e montou uma cozinha apropriada na sua própria casa. “O crédito ajudou a adequar o espaço, compramos novos equipamentos, montamos um local específico para atendimento delivery, o investimento foi muito bom”, conta Raissyo.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, a marca alcançada pela agência de fomento do Estado nesse período mostra que o Governo do Estado estava certo em investir nessa área.

“O governador Mauro Mendes fez uma aposta certeira quando decidiu injetar recursos para alavancar a Desenvolve MT, que saiu de um quadro deficitário de recursos para um superávit de R$131,5 milhões. Hoje os pequenos empreendedores são bem assistidos e sabem que podem contar com diversas linhas de crédito a juros baixíssimos.

Leia Também:  Auxílio emergencial: Caixa libera parcela para nascidos em junho

O presidente da Desenvolve MT, Jair Marques, afirma que o bom desempenho em atingir o número recorde de operações liberadas é motivo de enorme satisfação de um governo de grandes entregas a população.

“O nosso agradecimento a toda equipe de governo, em especial ao Governador Mauro Mendes pela confiança e apoio. Aos colaboradores da Desenvolve MT, que tem se empenhado em ultrapassar os desafios diários em prestar um excelente atendimento a sociedade”.

Paralelamente, a Desenvolve MT tem se aproximado cada vez mais das prefeituras de Mato Grosso com visitas técnicas. Já são 45 municípios credenciados que possuem agentes locais que apresentam a instituição, as linhas de crédito para os empresários, e outras oportunidades que incluem os arranjos locais de negócios como as associações comerciais e empresariais.

Para conhecer as linhas de crédito disponíveis aos empreendedores acesse o site http://www.desenvolve.mt.gov.br/   simule o financiamento e contrate de forma online.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA