Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

BASTIDORES DA REPÚBLICA

Paulo Guedes recebe novo elogio de Bolsonaro e joga água fria no fogo amigo

CRIOU RAIZ

Quem apostou na intriga entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, caiu do cavalo. Apesar do cheiro de fumaça de fritura e do mimimi, Bolsonaro voltou a elogiar Guedes. “Cada vez mais eu acredito no trabalho de Paulo Guedes”, disse o presidente nesta sexta-feira. Para Bolsonaro, o Brasil, na parte econômica é um daqueles que melhor tem saído dando uma resposta a essa pandemia. Ou seja, o mérito é do Paulo Guedes. Criando raiz desse jeito, Guedes não cairá do governo tão facilmente.

 

MANO A MANO

Uma nova rodada da Pesquisa XP/Ipespe, divulgada ontem mostra que, se as eleições presidenciais fossem hoje, o presidente Jair Bolsonaro deveria ir ao segundo turno e vencer quase todos os nomes incluídos no levantamento. O único capaz de tirar-lhe a reeleição seria seu ex-ministro da Justiça, Sergio Moro (DEM), agora rival. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), impedido de concorrer atualmente pela Lei da Ficha Limpa, não aparece nos cenários de pesquisa estimulada. Com esses números é bem possível que Moro desista de dar aulas no exterior e fique mesmo por aqui, mesmo com medo dos desafetos que colecionou em carreira como juiz federal.

 

NA PRESSÃO

Se depender da pressão feita pelos partidos Cidadania e Rede Sustentabilidade, o Conselho de Ética do Senado vai acelerar análise da conduta do senador Chico Rodrigues, que foi flagrado pela PF com aquela grana preta na cueca. A investigação envolve cerca de R$ 20 milhões em recursos públicos provenientes de emendas parlamentares para combater a Covid-19. Agora, cabe ao presidente do Conselho de Ética, Jayme Campos (DEM-MT), decidir se aceita a representação no prazo de cinco dias úteis, de acordo com o Regimento Interno do Senado Federal.

Leia Também:  Bastidores da República, por João Pedro Marques

 

CAIU NO COLO EM FAMÍLIA 

A iminência de afastamento do senador Chico Rodrigues, investigado pela Polícia Federal por suposto envolvimento em desvios de verbas parlamentares destinadas ao combate à covid-19, abre possibilidade de que o filho do próprio parlamentar assuma os trabalhos do pai. O administrador Pedro Arthur Rodrigues, 41 anos, também filiado ao DEM, é o primeiro suplente à cadeira. Sem experiência na vida política, Pedro Arthur pediu o registro da candidatura ao suplente do pai em 2018 e nunca havia concorrido a nenhuma eleição anterior. Coisas do Brasil.

 

DEDO DO FUX

Após caso de traficante André do Rap, o presidente do STF, ministro Luiz Fux, mudou a distribuição de processos na Corte Suprema. A resolução foi publicada após sessão tensa em plenário e depois de um quase bate boca entre Fux e o ministro Marco Aurélio Mello, pivô da crise ao determinar a soltura do traficante. Uma das finalidades, segundo Fux, é conter a estratégia de advogados de ingressar com vários pedidos de habeas corpus.

Leia Também:  Congresso Nacional mantém a agenda de votações, apesar do clima tenso na Esplanada dos Ministérios

 

REIS DA SOJA

Continua sendo de Mato Grosso o município campeão na produção de soja no Brasil. Sorriso fica no norte do estado e lidera uma lista com outros 50 grandes produtores brasileiros. No ranking também estão outros municípios mato-grossenses. O valor médio da produção dos 50 com maior valor da produção é de R$ 1,521 bilhão. Nesse grupo, os maiores valores são observados em Sorriso (MT) R$ 3,946 bilhões, Sapezal (MT) R$ 3,338 bilhões, São Desiderio (BA) R$ 3,183 bilhões, Campo Novo dos Parecis (MT) R$ 3,055 bilhões, Rio Verde (GO) R$ 2,578 bilhões e Cristalina (GO) R$ 3,338 bilhões.

 

NAS GARRAS DO LEÃO

Começou a pipocar informações nada animadoras aos sonegadores sobre o Pix do Banco Central. Há quem diga que a novidade será mais uma ferramenta para que a Receita Federal monitore quem declara ou não o Imposto de Renda. De fato, o Pix vai controlar toda circulação de dinheiro no sistema financeiro em todos os CPF e CNPJ. Mais fato ainda, é que se não houver uma reforma tributária para que as empresas e pessoas possam pagar os impostos reais e justos, será um caos social anunciado. Enfim, caminhamos para o controle total do cidadão pelas mãos do Estado.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Bastidores da República

Chico Rodrigues pede afastamento do Senado, STF desiste de afastá-lo e o gabinete permanece em família

DEU CERTO

Depois de ser aconselhado pela Comissão de ética do Senado, da qual fez parte, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) – flagrado pela PF com R$ 33 mil na cueca – pediu licença por 121 dias. A estratégia ocorreu horas antes de o Supremo Tribunal Federal (STF) julgar o pedido de afastamento do parlamentar. O pedido faz parte da estratégia do parlamentar para evitar um desgaste entre o Senado e o Supremo Tribunal Federal. Logo após a busca e apreensão realizada na casa do parlamentar, o ministro do STF Luís Roberto Barroso havia determinado o afastamento de Chico Rodrigues das funções de senador.

BOMBA RELÓGIO

Com a licença do senador Chico Rodrigues quem assume a cadeira é o filho dele e primeiro suplente, Pedro Arthur Ferreira Rodrigues (DEM-RR). Chico foi alvo de uma operação da Polícia Federal, na semana passada, que investiga desvios de recursos destinados ao combate à pandemia de coronavírus em Roraima. Com o afastamento pedido por Chico, no Supremo a avaliação é de que o caso perde o objeto, ou seja, motivo de ser levado para análise do colegiado. Agora a “bomba” está nas mãos da Comissão de ética do Senado, da qual o presidente é o senador Jayme Campos (DEM-MT).

 QUASE MINISTRO

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal sabatina nesta quarta-feira, 21, o desembargador Kássio Nunes Marques, escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para a vaga aberta no Supremo Tribunal Federal (STF) com a aposentadoria do decano Celso de Mello. Os senadores poderão fazer perguntas ao indicado do presidente e, na sequência, decidem internamente, entre os membros da comissão e mediante votos secretos, se aprovam o nome. Se passar pelo crivo da CCJ, Kássio Nunes precisará da maioria absoluta dos votos dos senadores (41 dos 81) no plenário para que sua nomeação seja confirmada.

IDP

Leia Também:  Bolsonaro veta trechos de minirreforma, mas mantém brecha de caixa 2

A graduação no Brasil vem ganhando um novo patamar com o crescimento do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP), que anunciou quatro novas graduações. A partir de 9 de novembro, será possível fazer a inscrição para os cursos de Administração, Economia, Jornalismo e Publicidade. O aluno tem três opções de ingresso: vestibular, transferência de outra instituição de ensino ou via Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A opção de segunda graduação também está disponível.

IDP (2)

O alto nível das graduações do IDP resultou na aprovação e recomendação pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação (MEC). Quatro especialidades já possuíam cursos de pós-graduação e outras iniciativas. É o caso do mestrado profissional em economia, iniciado em 2019.  Essa abertura de novas graduações é um processo natural dentro do planejamento de crescimento da instituição, afirma Francisco Schertel, diretor-geral do IDP.

IDP (3)

Segundo Francisco Schertel, um dos principais diferenciais das graduações na instituição é a estrutura curricular moderna, que evita que o aluno apenas decore conteúdos, com pouca aplicação prática. “No IDP, temos a certeza de que o modelo tradicional de ensino não é capaz de preparar os estudantes para os desafios do mercado de trabalho contemporâneo. “Nosso objetivo é ensiná-los a analisar criticamente problemas do mundo real e empenhá-los na busca ativa de soluções”.

Leia Também:  Aprovação a Bolsonaro sobe e é a melhor desde o início do mandato e ele ri à toa

TRAGÉDIA ANUNCIADA

Leia Também:  Governo apresenta plano de execução e vai auxiliar trabalhadores da cultura e municípios a acessarem recursos

 

É de assustar o crescimento do número de registros de armas de fogo no Brasil. O aumento foi 120% para caçadores, colecionadores e atiradores. O diretor-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública aponta que aumento nos registros pode ser uma forma de burlar o Estatuto do Desarmamento, o que é bem possível. No ano passado, foram 225,3 mil registros, e neste ano, de janeiro a agosto, o número subiu para 496,2 mil. Os dados são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública. No total, são 2,2 milhões de registros ativos no Sistema de Gerenciamento Militar de Armas (SIGMA), do Exército brasileiro.

TRAGÉDIA ANUNCIADA (2)

O Distrito Federal é a unidade da federação com mais registros de arma de fogo, conforme Anuário Brasileiro de Segurança Pública. O estudo revelou que, em 2019, houve um aumento de registros de armas em todos os estados brasileiros, e no caso do DF, de 2017 a 2019, esse número teve um crescimento de 538%, o maior do país. Isso representa aproximadamente uma arma a cada 13 habitantes, considerando a estimativa populacional do IBGE de 2019.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

LEGISLATIVO

EXECUTIVO

JUDICIÁRIO

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA