Gilmar Mendes será relator de um dos pedidos contra foro privilegiado para Flávio Bolsonaro

Da Sucursal de Brasília

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi escolhido como relator de uma das ações que questiona o fogo privilegiado dado ao senador Flávio Bolsonaro no âmbito do inquérito que investiga a ocorrência de “rachadinhas” em seu gabinete quando deputado estadual do Rio de Janeiro. A ação é do Ministério Público do Rio de Janeiro.

O pedido sugere a suspensão da decisão da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do estado, que garantiu o foro ao encaminhar o processo para a 2ª instância.

Os investigadores do MP argumentam que há um histórico de decisões no STF no sentido de que o foro privilegiado se aplica apenas a crimes cometidos no exercício do cargo e em razão das funções a ele relacionadas.

Há também no Supremo uma ação de autoria do partido Rede Sustentabilidade no mesmo sentido, sob a relatoria do decano da Corte, ministro Celso de Mello.

Deixe uma resposta