Deputado propõe instalação de aparelho de frequência eletrônica nas escolas de MT

Com o objetivo de diminuir a evasão de alunos nas escolas estaduais, foi apresentada uma indicação ao governador Mauro Mendes, com cópia à Secretaria de Estado de Educação, para implantação de um programa eletrônico de frequência nas unidades da rede pública de ensino de Mato Grosso. A indicação foi feita pelo deputado Elizeu Nascimento (DC), na última terça-feira (10).

O modelo sugerido, já usado em alguns estados brasileiros com sucesso, substitui a típica chamada escolar, feita todos os dias no início das aulas, por mecanismos tecnológicos. Escolas de pelo menos dois estados brasileiros (São Paulo e Espírito Santo) já contam com novos mecanismos para registrar a frequência escolar. Nessas escolas, ao invés de dizer “presente”, os alunos pressionam o polegar direito em um aparelho de frequência eletrônica, ou então esperam os professores registrarem o nome dos estudantes em sala de aula em smartphones ou tablets.

Na justificativa da proposição de nº 3031/2019, Elizeu argumenta que a ferramenta irá auxiliar na diminuição da evasão escolar, no desperdício da merenda e até na prevenção de crimes.

“Apresento essa indicação aos orgãos competentes, juntamente com o pedido de apoio aos meus nobres pares, pois a evasão escolar causa muitos problemas, como por exemplo, baixos níveis de alfabetização, crianças sendo aliciadas à prostituição e para o tráfico de drogas. Com este sistema, tanto os pais, como o Estado estarão garantidos de que o aluno estará dentro da sala de aula. Além disso, a ferramenta fará diminuir o desperdício da merenda, pois as merendeiras saberão a quantidade exata de estudantes nas dependências da escola “, argumenta Elizeu.

A proposição apresentada por Elizeu visa trazer para Mato grosso o modelo de ponto eletrônico que já ocorre no estado do Piauí, o primeiro a implantar o sistema, a ferramenta funciona da seguinte forma: quando o aluno chega à escola, ele precisa apresentar uma carteirinha que é passada no leitor óptico para registrar a presença, mas se o estudante não compareceu, é registrada a falta e uma mensagem via SMS é enviada aos pais para que estes estejam cientes que o filho ou filha não assistiu à aula naquele dia.

 

Da Redação, com informação da Assessoria

Foto: ELIEL TENORIO PEREIRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *