Com aval da Petrobrás, governador vai a Bolívia negociar compra de gás natural

O governador Mauro Mendes (DEM) viaja para Bolívia na próxima quinta (30) para se reunir com o presidente Evo Morales, com o ministro dos Hidrocarburos, Luiz Alberto Sanchéz, e com o  residente da  companhia nacional de gás e petróleo Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), Oscar Barriga, para tratar do fornecimento de gás natural para Mato Grosso. A comitiva do Estado ainda deve contar com o chefe da Casa Civil,  Mauro Carvalho, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, César Miranda,   e com o presidente da MT Gás, Rafael Reis.

Em março, Mauro esteve reunido com o presidente da Petrobrás, Roberto Castelo Branco, para solicitar que  o MT Gás seja liberado para comprar gás natural diretamente da Bolívia. Ocorre que o Governo do Estado obteve a liberação nesta semana e por isso, está indo para Bolívia iniciar a negociação.

No Estado, o abastecimento está interrompido. A empresa que administra o transporte do produto decidiu encerrar o abastecimento do gás natural e desde julho do ano passado o duto está parado com 5 milhões de metros cúbicos armazenados.

Como o retorno de Mauro está previsto para o mesmo dia, a chefia do Executivo não será transmitida para o vice Otaviano Pivetta (PDT). A primeira viagem internacional do governador foi autorizada pela Assembleia na sessão ordinária desta terça (28).

A autorização tem validade nos quatro anos do mandato e também abrange as atividades de Pivetta. Inclusive com efeito retroativo já que o vice esteve em missão oficial na Europa onde palestrou na Universidade de Oxford, na Inglaterra, no último dia 19 de maio, sobre Sustentabilidade.

 

Crédito: RDNews

Foto: Alair Ribeiro