Caso de ligação com Bolsonaro foi ‘mal-entendido’, diz Weintraub

O ministro Abraham Weintraub (Educação) qualificou nessa 4ª feira (15.mai.2019) como “mal entendido” a afirmação do líder do PSL na Câmara, deputado Delegado Waldir (GO), de que o governo cancelaria o bloqueio de verbas a universidades. Na ocasião, o deputado disse ter presenciado em reunião uma ligação de Jair Bolsonaro com o ministro, onde o presidente teria dito que não haveria corte; Weintraub confirmou ter conversado com o presidente, mas afirma que a situação foi mal interpretada.

O ministro deu a explicação em sabatina no plenário da Câmara, quando foi questionado por deputados a respeito da ligação. “Os senhores escutaram o presidente falando comigo, mas não escutaram eu falando com o presidente”, justificou. Eis a versão do ministro:

  • Bolsonaro ligou para Weintraub e perguntou a respeito de “cortes” no orçamento das universidades;
  • O ministro respondeu: “Presidente, não está havendo corte algum. O que tá havendo é contingenciamento”;
  • O presidente da República entendeu: “Maravilha. Então não tem corte”.

Weintraub disse ainda que reuniu-se com Bolsonaro mais tarde, no mesmo, dia, para explicar a distinção. Não entrou no mérito do que Bolsonaro teria dito aos deputados após a ligação.

A pergunta veio pelo deputado Capitão Wagner (Pros-CE), que também teria presenciado o telefonema na reunião com Bolsonaro.

“O presidente disse ‘olha, está suspenso o corte, contigenciamento, não quero nem saber. Se no final do ano não tiver dinheiro, ou para a educação ou então vamos socorrer lá no parlamento, vou pedir ajuda para os parlamentares. Mas suspende o corte, contigenciamento para parar com essa confusão’”, disse. “O líder do PSL saiu da reunião e falou para a imprensa, e de repente, todos os parlamentares que estavam lá declarando apoio ao presidente são desmentidos diante de uma argumentação que foi feita pelo próprio presidente. Queria saber do ministro”, indagou o congressista. Assista em vídeo abaixo.

 

 

 

Crédito: Poder 360

Foto: Sérgio Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *