Defesa

Em sua rápida passagem por Cuiabá, onde atuou como advogado do candidato ao Senado, Carlos Fávaro, o ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, defendeu a decisão do Supremo Tribunal Federal que atribuiu a Justiça Eleitoral a função de julgar casos de Caixa 2 e corrupção eleitoral. ”É importante é o que diz a constituição e a lei. Se o estado não tem capacidade para fazer uma coisa bem-feita, que se aparelhe para fazer. A Constituição é clara e a decisão do STF foi correta . Ou que se mude a Constituição.

A GAZETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *