Se a moda Pega

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, solicitou ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, que recebesse a denúncia e que abra uma ação penal contra o ministro do Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz e Tiago Cedraz por cometer o crime de tráfico de influência em obras da Usina de Angra III.

Aroldo e Tiago Cedraz são acusados de receber propina para que influenciasse em processos no TCU para beneficio do consórcio Angramon, liderado por UTC Engenharia. A procuradora-geral reforçou o pedido cautelar para o afastamento do ministro Aroldo Cadraz da Corte de Contas.

A denúncia foi encaminhada em outubro do ano de 2018. Após a acusação ser apresentada, os advogados pediu que ela não fosse recebida. Na quinta-feira, a procuradora enviou ao ministro Fachin manifestação rebatendo os requerimentos das defesas.

 

Crédito: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *