Mike Pompeo indica que mais sanções podem ser impostas à Venezuela

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, indicou que o governo Donald Trump considera todas as opções para conter o avanço da crise na Venezuela. A reação de Pompeo ocorre depois dos registros de violência nas fronteiras com o Brasil e a Colômbia.

Para ele, mais sanções devem ser impostas contra o governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. “Haverá uma reunião do Grupo Lima [nesta] segunda-feira [25], onde outras ações serão contempladas. Há mais sanções a serem adotadas”, disse.

O vice-presidente Mike Pence participa, em Bogotá, na Colômbia, da reunião com o Grupo de Lima – formado por 14 países, incluindo o Brasil, que será representado pelo vice-presidente Hamilton Mourão e o chanceler Ernesto Araújo.

Pompeo afirmou que a ajuda humanitária será mantida, apesar das dificuldades devido às ações do governo Maduro. “Encontraremos outras maneiras de garantir que a comida chegue às pessoas que precisam”, acrescentou.

De acordo com comunicado divulgado pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid), os Estados Unidos(EUA)  transportaram cerca de 191 toneladas de suprimentos de emergência para a cidade fronteiriça colombiana de Cúcuta.

Paralelamente, os Estados Unidos começaram a pré-posicionar 178 toneladas de suprimentos adquiridos em Boa Vista, perto da fronteira do Brasil com a Venezuela, informou o Departamento de Estado há dois dias.

Em resposta, Maduro anunciou o rompimento de laços diplomáticos e políticos com os Estados Unidos. Por determinação do governo, diplomatas, funcionários diplomáticos e consulares norte-americanos deixaram a Venezuela.

 

 

Crédito: Agencia Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *